Preso um dos envolvidos com a milícia do Batan Davi Libertato de Araújo, o 02. Foto Marcelo Régua / Ag. O Dia Rio - Investigadores da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas e de Inquéritos Especiais (Draco/IE) prenderam nesta quarta-feira Davi Liber

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Preso um dos envolvidos com a milícia do Batan Davi Libertato de Araújo, o 02. Foto Marcelo Régua / Ag. O Dia Rio - Investigadores da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas e de Inquéritos Especiais (Draco/IE) prenderam nesta quarta-feira Davi Liber

Mensagem por Vinicius_SG_RJ em Qui Jun 05, 2008 12:14 am

Preso um dos envolvidos com a milícia do Batan

Davi Libertato de Araújo, o 02. Foto Marcelo Régua / Ag. O Dia

Rio - Investigadores da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas e de Inquéritos Especiais (Draco/IE) prenderam nesta quarta-feira Davi Liberato de Araújo (foto), 32 anos, um dos envolvidos na tortura da equipe de reportagem de O DIA e de um morador da favela do Batan, em Realengo, na Zona Oeste, no último dia 14.

Araújo, número dois na hierarquia do bando, é um interno que cumpre pena de sete anos em regime semi-aberto no Instituto Penal Plácido de Sá Carvalho, no Complexo de Bangu, Zona Oeste, por roubo de carro. Ele chegou ao local vestindo uma camisa verde da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (SEAP), de chinelos e dizendo ser inocente ao afirmar que, no dia do crime, estaria em detenção.

"É só pegar as planilhas e ver que eu estava preso no dia", contou, afirmando que foi detido porque comprou um carro roubado.

Odinei Fernando da Silva, o nº 01 da quadrilha. Foto: Divulgação

O número um da quadrilha foi identificado como Odinei Fernando da Silva, de 35 anos, policial civil conhecido como "Águia", lotado na 22ª DP (Penha). De acordo com o delegado, Odinei é ex-agente penitenciário envolvido em homicídio e já foi expulso da corporação. Assim como Davi, o 01 também vive na favela do Batan. A polícia confirmou a participação dos dois na sessão de torturas e as vítimas reconheceram os bandidos através de fotos. No entanto, a polícia ainda não sabe o número de pessoas envolvidas no ato de barbárie.

"Aceleramos o máximo as investigações. Os mandados foram expedidos assim que as provas permitiram. Infelizmente não fizemos a prisão do 01, mas ele já sabe do mandado e pode ser considerado foragido", disse Claudio Ferraz, delegado da Draco responsável pelas investigações, durante coletiva nesta tarde.

O delegado contou ainda que a polícia conseguiu informações através das vítimas, que identificaram fotos e reconheceram fichas. A partir daí, foi possível fazer o retrato-falado dos acusados. "Outros policiais podem ser presos. Os trabalhos prosseguem. Isso não é um furto de bicicleta na esquina. Esse trabalho leva um tempo. Não é uma coisa tão simples", contou.

De acordo com o chefe de polícia Gilberto Ribeiro, Odinei ocupa o cargo de inspetor da polícia, embora com mandato do judicial, após ser denunciado pela Anistia Internacional e expulso da corporação. "Tem que haver um critério maior, avaliar não só a ficha, mas também se o candidato tem condições de trabalhar na polícia", disse Ribeiro.

A polícia ainda não sabe se Odinei, o 01, já possui três anos na corporação. Caso tenha mais de três anos, ele será demitido. Do contrário, ainda estará em processo probatório e será reprovado.

As fotos feitas na comunidade foram encontradas completamente destruídas dentro da casa da família de uma das vítimas. "Os milicianos sabiam o que estavam fazendo e se preocuparam em não deixar marcas. Se preocuparam em tirar o brinco da jornalista para não deixar marcas", disse.



Na operação da polícia desta tarde, na comunidade do Batan, foram apreendidas bombas de fabricação caseira, material de TV a cabo (antenas e cabos) e folhetos de propaganda da milícia. Segundo os policiais, não houve troca de tiros e a maior dificuldade foi invadir uma das fortalezas da milícia, que tinha três andares e era protegida por um cão da raça rotweiller. Também foi encontrado um Ford Eco Sport sendo desmontado. Nesta quinta-feira haverá nova operação na favela.

"Milícia é bandido ao quadrado"

O deputado estadual Coronel Jairo (PSC) negou qualquer envolvimento com o caso de tortura contra a equipe. Ele disse que nunca foi à favela, que não tem qualquer assessor chamado Betão e que "milícia é bandido ao quadrado". No entanto, uma das vítimas teria reconhecido a voz de um dos assessores do coronel Jairo, que ainda não foi identificado.

Claudio Ferraz, delegado da Draco, disse nesta tarde que ainda não há nenhuma pista do assessor do parlamentar.

"Não temos nada confirmado. Ainda não temos a figura desta pessoa. Foram denúncias das próprias vítimas que estão sendo investigadas".

Viaturas que deram suporte a torturadores foram localizadas

O deputado Raul Jungmann, presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara, informou, nesta terça-feira, que os carros da polícia que estiveram na favela no momento em que a equipe e um morador foram torturados por paramilitares já foram identificados. Segundo ele, a localização foi feita através dos GPS instalados nos veículos.

Disque-denúncia

O repúdio de moradores reféns de milícias pode ser medido pelo número de ligações já feitas desde o início do ano: foram 1.550 registros no Disque-Denúncia - uma média de 10 por dia - só para passar informações sobre paramilitares que exploram e humilham cerca de dois milhões de moradores de 63 comunidades carentes, segundo dados obtidos pelo prefeito Cesar Maia. Desde o dia 31, o Disque-Denúncia recebeu 18 ligações sobre os torturadores da equipe do jornal O DIA e do morador da favela do Batan, em Realengo.

Algumas das informações repassadas pelo Disque-Denúncia sobre a milícia do Batan são detalhadas, com nomes de possíveis envolvidos e até endereços dos acusados. O Disque-Denúncia passou a receber informações sobre milícias em 2003 e, desde então, o número de ligações vem crescendo, revelando a expansão das milícias no controle de regiões do Rio.

_________________
Todos os Membros Leiam esse Topico: Novas Regras do Fórum > http://forumevangelico2.forumeiros.com/regras-e-novidades-f1/regras-importantes-t206.htm
avatar
Vinicius_SG_RJ
Admin
Admin

Masculino
Número de Mensagens : 232
Idade : 27
Localização : São Gonçalo/Rio de Janeiro
Data de inscrição : 29/04/2008

Ver perfil do usuário http://forumevangelico2.forumeiros.com/index.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum