Noticias do Vasco

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Noticias do Vasco

Mensagem por Vinicius_SG_RJ em Ter Maio 13, 2008 3:53 pm

Alagoanos prestigiam treino do Vasco no CT do CRB

Rio - Depois de ser recebido com festa na chegada a Alagoas, por volta das 17h desta segunda-feira, a delegação vascaína voltou a ser ovacionada pela eufórica torcida no treino desta terça, pela manhã, no centro de treinamento do CRB-AL, no bairro de Pajuçara, em Maceió. Cerca de 150 torcedores acompanharam a atividade, que durou pouco mais de uma hora. O técnico Antônio Lopes comandou um descontraído recreativo e lances de bola parada.

Após o treino, muitos autógrafos e pedidos de fotos. Os mais festejados eram os alagoanos Morais e Wagner Diniz, além de Edmundo e Tiago. O meia lateral-direito, "filhos da terra", puderam contar ainda com a presença de familiares no CT e ganharam faixas de apoio.

_________________
Todos os Membros Leiam esse Topico: Novas Regras do Fórum > http://forumevangelico2.forumeiros.com/regras-e-novidades-f1/regras-importantes-t206.htm
avatar
Vinicius_SG_RJ
Admin
Admin

Masculino
Número de Mensagens : 232
Idade : 27
Localização : São Gonçalo/Rio de Janeiro
Data de inscrição : 29/04/2008

Ver perfil do usuário http://forumevangelico2.forumeiros.com/index.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vasco não perde para o Sport há 12 anos

Mensagem por Convidad em Qua Maio 21, 2008 4:47 pm

Vasco não perde para o Sport há 12 anos

Escrita que vem desde 1996 enche o Gigante da Colina de confiança hoje, na Ilha do Retiro

Recife - Há 12 anos, desde 1996, o Vasco não sabe o que é perder para o Sport. Um adversário que ainda deu à torcida cruzmaltina a alegria de ver Romário marcar seu milésimo gol, há um ano, no dia 20 de maio de 2007, em São Januário, em cima do goleiro Magrão — o mesmo que joga hoje no gol rubro-negro.

Hoje, já sem Romário, mas sob o comando da dupla dinâmica Edmundo e Leandro Amaral, o time de Antônio Lopes inicia, na Ilha do Retiro, uma corrida para salvar o primeiro semestre de 2008, com a conquista de um título inédito.

Ausente das finais do Estadual, mas de olho numa decisão carioca da Copa do Brasil, contra o Botafogo, o Vasco tem um objetivo básico neste primeiro jogo das semifinais: marcar, ao menos, um gol fora de casa, e decidir a vaga na final com mais tranqüilidade, no Rio.

“Vamos entrar para vencer, mas, se não der, marcar um gol em Recife será fundamental”, entende Lopes.

Artilheiro do Vasco na temporada, com 12 gols, e vice-artilheiro da Copa do Brasil com cinco, Edmundo, aos 37 anos, sonha ganhar o título, também inédito para ele.

“Seria especial encerrar a carreira ganhando um troféu nacional pelo Vasco”, admite o Animal, que vai pendurar as chuteiras em janeiro.

A torcida do Sport, campeão pernambucano de 2008, no entanto, promete ‘infernizar’ a vida do Vasco. Ontem, a fila para a compra dos 32 mil ingressos à venda dava voltas no estádio.

Além de uma equipe veloz, com Carlinhos Bala, Leandro Machado e Enílton, o técnico Nelsinho Baptista tem a seu dispor o meia Romerito, um dos artilheiros do torneio, que esteve suspenso.

Vasco e Sport se enfrentam pela primeira vez em Copas do Brasil. Antes, só haviam jogado pelo Brasileiro. Em 16 partidas, sete vitórias cruzmaltinas, seis empates e três derrotas. Sendo que o Vasco não perde desde 96 (Sport 2 a 1, na Colina): seis jogos, duas vitórias e quatro empates. O último confronto foi em agosto de 2007: 0 a 0, em Recife.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Vasco nem aí para o clássico

Mensagem por Convidad em Sex Maio 23, 2008 11:39 am

Vasco nem aí para o clássico

Preocupado somente com o Sport, Vasco vai com reservas pra cima do Fogão

José Luiz de Pinho

Rio - Domingo tem clássico diante do Botafogo pelo Brasileirão. O técnico Lopes já decidiu que o Vasco jogará com um time reserva. A preocupação de todos, em São Januário, é o jogo decisivo contra o Sport, quarta-feira, em São Januário. Depois da derrota de 2 a 0, em Recife, o Vasco tem de vencer por 3 a 0 para ir às finais e continuar sonhando com o título inédito.

“Jogando em casa, com o apoio da nossa torcida, podemos reverter a situação”, disse Lopes, consternado ao saber da morte de Seu Edevair, no desembarque da delegação, ontem, à noite, no Rio.

O Sport fez seus dois gols com 18 minutos de jogo. Autor de três belas defesas, Tiago admitiu que o Vasco teve sorte. “Eles fizeram dois, mas podiam ter feito outros. Mas temos condições de reverter essa situação, no Rio”.

Leandro Amaral, que a exemplo de todo o time teve uma atuação abaixo da crítica, lembra o jogo contra o Lanús, na Copa Sul-Americana de 2007, quando o Vasco enfrentou a mesma realidade.

“Também precisávamos vencer aquele jogo por 3 a 0 e conseguimos”, comentou o atacante, fazendo um alerta. “Só não podemos sofrer gols, em São Januário, porque será como levar um tiro na cabeça”, compara.Os jogadores se reapresentam hoje à tarde, em São Januário.

Homenagem

Vasco fará domingo um minuto de silêncio antes do jogo com o Botafogo em homenagem a seu Edevair, pai de Romário.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Dinamite reúne time

Mensagem por Convidad em Ter Jul 22, 2008 12:53 am

Dinamite reúne time e pede mais empenho

Rio - Depois do empate em 1 a 1 em casa com o Goiás, a sexta-feira foi de cobranças em São Januário. Em uma reunião que durou cerca de 20 minutos, o presidente Roberto Dinamite pediu mais empenho aos jogadores.

"Conversei com os jogadores e passei por isso por 20 anos. Como jogador, já participei de times fracos e fortes. Ganhei títulos com equipes mais fracas do que os adversários. Quando você trabalha em equipe é preciso fortalecer todo grupo", explicou o presidente.

Com a experiência de quem disputou dezenas de jogos contra o arqui-rival Flamengo, Dinamite disse que, mesmo com um time tecnicamente inferior, é possível vencer qualquer clássico

"Vasco e Flamengo se ganha com time, sim, mas com aplicação e vontade".

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Vasco vence Palmeiras e abre vantagem na Sul-Americana Rio - Na estréia dos clubes brasileiros na Sul-Americana

Mensagem por Vinicius_SG_RJ em Qui Ago 14, 2008 12:21 am

Vasco vence Palmeiras e abre vantagem na Sul-Americana


Rio - Na estréia dos clubes brasileiros na Sul-Americana, nesta quinta-feira, o Vasco venceu o Palmeiras em São Januário, por 3 a 1, na partida de ida entre as duas equipes na Copa Sul-Americana. Agora no jogo de volta, no estádio do Palestra Itália, dia 17 de setembro, os cariocas podem perder por 1 gol de difereça que mesmo assim se classificam à próxima fase.

No time misto que preparou para jogar em São Januário, Vanderlei Luxemburgo soube de última hora que não poderia relacionar Valdívia nem para o banco de reservas, já que as negociações do chileno com o Al Ain, dos Emirados Arabes, está adiantada. O técnico, então, escalou o Palmeiras no 3-5-2, com a clara intenção de explorar seus laterais, Elder Granja e o reserva Jefferson.

Também sem seus principais jogadores, o Vasco entrou em campo com a mesma alternativa, mas apostando apenas no lado esquerdo. As constantes movimentações de Edu, Madson e Alex Teixeira davam trabalho para a defesa palmeirense e obrigava Elder Granja a voltar para a defesa. Por ali, o início cruzmaltino era melhor. Os cruzamentos, porém, sempre paravam na zaga.

Aos poucos, os visitantes, com atletas mais experientes que os adversários, passaram a ser mais constantes no ataque. Em busca de um lugar no time titular, Denílson comandava as ações ofensivas, abrindo espaço para a passagem de Jefferson e buscando as tabelas com Kléber.

Os cariocas, por sua vez, eram rápidos no contra-ataque e tiveram grande chance de abrir o placar em chute de primeira de Alan Kardec que o estreante Bruno defendeu bem. Na segunda oportunidade, o atacante não desperdiçou. Após cruzamento da esquerda, o vascaíno se antecipou a Gladstone e desviou no canto de Bruno para fazer 1 a 0 aos 22 minutos.

O gol abafou os protestos da torcida, que foi a São Januário para entoar gritos de revolta contra a situação do time no Campeonato Brasileiro. E a paz durou pouco. Dois minutos depois, o Palmeiras empatava.

Denílson fez linda jogada na entrada da área e lançou Elder Granja, que chegou à linha de fundo e cruzou. A bola passou pelo goleiro Roberto e sobrou para Jefferson tocar para as redes e comemorar seu primeiro gol pelo Palmeiras.

O empate animou os visitantes, que passaram a dominar o jogo. Jefferson, Denílson e Kleber ganharam como auxílio na busca por mais um gol um Maicosuel mais aceso, abusando das jogadas individuais para arrematar. As melhores chances, contudo, passavam pelos pés de Denílson.

Esforçado, Denílson criou grande oportunidade ao roubar a bola da zaga e rolar para Maicosuel. O ex-cruzeirense escorregou, quando estava à frente de Roberto, mas a bola ainda sobrou para Elder Granja bater. A bola tinha o gol como endereço, mas foi cortada a tempo pela zaga vascaína.

Sem muitas alternativas, os donos da casa continuavam à espera de um erro adversário. Opção mantida para o segundo tempo, quando o ataque palmeirense ganhou o reforço de Diego Souza, que entrou no intervalo junto com Jumar nos lugares de Mauricio e Sandro Silva. Quem voltou mais eficiente, no entanto, foi o Vasco.

Melhores no toque de bola, os vascaínos contaram com grande jogada de Alex Teixeira para voltar a ficar em vantagem no marcador. O atacante limpou a marcação na linha de fundo e rolou para Vitor, que girou e ajeitou para Matheus acertar um belo chute de primeira, no canto direito de Bruno. Nova festa e trégua da torcida em São Januário.

Com Denílson cansado, o Palmeiras perdeu força no ataque. Kléber sucumbiu à marcação do zagueiro Vilson, Maicosuel estava apático e Jefferson já não aparecia tanto. Desta maneira, a única chance de empate eram em esporádicos chutes de fora da área. Todos defendidos por Roberto ou desviados pelos esforçados defensores cariocas.

Para piorar a situação dos paulistas, o árbitro gaúcho Leonardo Gaciba viu pênalti duvidoso em choque de Gustavo com Wagner Diniz. Na cobrança, Madson deu a paradinha para bater no canto esquerdo de Bruno e deixar o Vasco em boa vantagem para o duelo de volta, em São Paulo, podendo perder por até um gol de diferença.

As informações são do Terra

_________________
Todos os Membros Leiam esse Topico: Novas Regras do Fórum > http://forumevangelico2.forumeiros.com/regras-e-novidades-f1/regras-importantes-t206.htm
avatar
Vinicius_SG_RJ
Admin
Admin

Masculino
Número de Mensagens : 232
Idade : 27
Localização : São Gonçalo/Rio de Janeiro
Data de inscrição : 29/04/2008

Ver perfil do usuário http://forumevangelico2.forumeiros.com/index.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hino do Botafogo na festa do Vasco

Mensagem por Vinicius_SG_RJ em Qua Dez 17, 2008 10:59 pm

Hino do Botafogo na festa do Vasco

Mico aconteceu na apresentação dos novos uniformes, na Sede Náutica da Lagoa: ‘Quem é esse DJ?’, bradou Dinamite


José Luiz de Pinho


Rio - “Quem é esse DJ?”, bradou Roberto Dinamite, irritado, durante a apresentação dos novos uniformes do Vasco, produzidos pela Champs. Não era para menos. Na hora em que o presidente cruzmaltino entrou no palco para comandar a cerimônia, o sistema de som atacou o hino... do Botafogo. Foi mais do que uma gafe. Foi um mico de proporções humilhantes. Mais ainda para Roberto, que sempre foi acusado por seu antecessor, Eurico Miranda, de ser botafoguense.

Diante do espanto geral, a música foi cortada logo após a primeira estrofe. Mas o estrago já estava feito. O mestre-de-cerimônia pediu desculpas pelo sério equívoco. “Essas coisas acontecem”, lamentou ele, sorrindo nervosamente. Então, com mais de duas horas de atraso e visivelmente constrangido, Roberto pôde iniciar a festa.

A gafe foi atribuída à organização da Champs. Mas nenhum dos quatro assessores de imprensa do Vasco presentes à cerimônia conseguiu explicar o que havia realmente acontecido.

Além dos novos uniformes — com a tradicional faixa diagonal e as estrelas, e dos modelos divulgados anteriormente que causaram polêmica no clube —, o presidente do Vasco aproveitou para anunciar a contratação dos dois primeiros reforços para a próxima temporada. O lateral-direito Paulo Sérgio, vice-campeão brasileiro pelo Grêmio, e o meia Enrico, que pertence ao Atlético-MG mas que estava no Djurgarden, da Suécia.

Aos 31 anos, o lateral só poderá ser oficialmente anunciado e apresentado em janeiro, pois o seu vínculo com o clube gaúcho se encerra no dia 31 de dezembro. Ele tem seu contrato vinculado ao Palmeiras e ficará em São Januário, a princípio, por duas temporadas.

Já Enrico, é uma incógnita para o torcedor. Nascido em Belo Horizonte há 24 anos, é um dos destaques da equipe sueca no campeonato nacional. Ele fez parte do time do Ipatinga, que desbancou os gigantes Cruzeiro e Atlético-MG e se sagrou campeão mineiro de 2006.

O goleiro Rafael, com contrato até março, quer ficar na Colina, mas seu procurador pediu um reajuste para uma renovação até dezembro. Devido a isso, o Vasco pode buscar um novo goleiro, e Renê, destaque do Barueri na Série B, é um dos nomes em pauta.

_________________
Todos os Membros Leiam esse Topico: Novas Regras do Fórum > http://forumevangelico2.forumeiros.com/regras-e-novidades-f1/regras-importantes-t206.htm
avatar
Vinicius_SG_RJ
Admin
Admin

Masculino
Número de Mensagens : 232
Idade : 27
Localização : São Gonçalo/Rio de Janeiro
Data de inscrição : 29/04/2008

Ver perfil do usuário http://forumevangelico2.forumeiros.com/index.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

É hora de caçar os fantasmas na Colina

Mensagem por Convidad em Ter Jan 27, 2009 4:14 pm

É hora de caçar os fantasmas na Colina

Apesar do momento ruim, Carlos Alberto brinca com os antigos problemas do Vasco

Rio - O ano de 2009, em São Januário, começou como terminou o de 2008, com derrota. Mas o Vasco não desanima. E Carlos Alberto faz até piada, depois da vitória do Americano, por 2 a 0, domingo. “Vamos chamar os Caça-Fantasmas”, brincou o apoiador, em uma referência ao filme americano.

O jogador confia na recuperação. E aposta em uma partida melhor, amanhã, contra o Tigres, em Xerém. “O resultado foi ruim, mas no próximo jogo pode ser diferente. Ainda falta muita coisa e não é para ter fantasmas aqui”, afirmou.

Mas Carlos Alberto sabe que a conquista do título da Taça Guanabara é muito difícil: “Vamos ver. O Estadual começou agora. Temos tempo para consertar os erros. Só com a seqüência dos jogos vamos melhorar”.

Dorival Júnior concorda. “Nossa dificuldade será muito grande. Precisamos de um tempo, mas é problemático porque a exigência por resultados é grande. Mas não abriremos mão da nossa forma de trabalhar”, explicou o técnico, que sabe que o principal objetivo na temporada é a volta para a Primeira Divisão do Brasileiro.

E para isso, a torcida tem de estar sempre ao lado do time. Carlos Alberto lembrou que, mesmo com a derrota para o Americano, a equipe teve apoio. “A torcida está de parabéns. Acho que 90% apoiaram o time até o fim. Isso aumenta ainda mais a nossa responsabilidade. A torcida faz a parte dela”.

MUDANÇAS NO TIME

Dorival Júnior tem dois problemas para escalar o Vasco para o jogo no Tigrão: Fernandinho se recupera de uma torção no tornozelo direito e Léo Lima sente dores musculares. No coletivo realizado, ontem, em São Januário, o treinador escalou Nílton e Alex Teixeira.

O Vasco deve entrar em campo com Tiago, Paulo Sérgio, Fernando, Titi e Ramon; Amaral, Nílton, Carlos Alberto e Jéferson, Alex Teixeira e Rodrigo Pimpão.

Os ingressos para o jogo de amanhã começam a ser vendido, hoje, em São Januário. No clube, serão colocados 1.500 bilhetes de arquibancada, ao preço de R$ 20, com R$ 10 a meia-entrada.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Noticias do Vasco

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum