A doutrina da Trindade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A doutrina da Trindade

Mensagem por Vinicius_SG_RJ em Ter Abr 29, 2008 5:38 pm

A doutrina da Trindade


A doutrina da Trindade

A Trindade, a doutrina de que há um único Deus que subsiste em Três Pessoas, é a crença da maioria dos cristãos e o ensino oficial da grande maioria das igrejas cristãs durante toda a história. Porém, alguns grupos tem se posicionado de outras formas, entre eles estão os arianos, as Testemunhas de Jeová, os Mórmons, os Unicistas e os Modalistas.

A pergunta do tópico é: A Bíblia ensina que Deus é uma Trindade ou não?

Participe
avatar
Vinicius_SG_RJ
Admin
Admin

Masculino
Número de Mensagens : 232
Idade : 27
Localização : São Gonçalo/Rio de Janeiro
Data de inscrição : 29/04/2008

Ver perfil do usuário http://forumevangelico2.forumeiros.com/index.htm

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por azzi em Sex Set 18, 2009 10:54 am

A paz do Senhor Vinicius!

Vamos enchergar a trindade na biblia, ok!

ECHAD versus YACHID.
(Unidade composta x Unidade simples)

A diferença de aplicação entre as palavras hebraicas: ECHAD (lê-se errad) e YACHID (lê-se iarrid).

SHEMÁ ISRAEL ADONAI ELOHEINU ADONAI YACHID. (lê-se: chemá Israel Adonai Elorreinu Adonai iarrid)
Traduzindo: Ouve, ó Israel, o Senhor nosso Deus é UM” (unidade simples).

OU

SHEMÁ ISRAEL ADONAI ELOHEINU ADONAI ECHAD. (lê-se: chemá Israel Adonai Elorreinu Adonai errad)
Traduzindo: (Deuteronômio 6:4) - "Ouve, ó Israel, o Senhor nosso Deus é UM” (unidade composta).

E AGORA!!!. QUAL SERÁ O CORRETO?.

Segundo informações, a palavra “ÚNICO ou UM”, em algumas passagens bíblicas corresponde a palavra hebraica “ECHAD” (lê-se errad) que se refere a uma substancia ou unidade composta [plural] ou um conjunto de elementos que formam uma unidade corporativa, enquanto que, para se referir a uma substancia ou unidade simples [singular] ou absoluta, utiliza-se a palavra hebraica “YACHID” (lê-se iarrid) que também significa “ÚNICO ou UM”. Por exemplo:

Veja, nestes versículos abaixo a palavra hebraica “ECHAD” como sendo unidade composta [plural]

•(Deuteronômio 6: 4) - "Ouve, ó Israel, o Senhor nosso Deus é o ÚNICO (ECHAD) Senhor" (aqui se trata de unidade composta).
•(Gênesis 2: 24) - nos é dito que o homem e a mulher (duas pessoas) se tornaram UMA (ECHAD) só carne (aqui se trata de unidade composta).
•(Números 13: 23) - nós somos informados que os espiões retornaram do vale de Escol e cortaram um ramo no qual pendia um ÚNICO (ECHAD) cacho de uvas. Quantas uvas têm este ÚNICO cacho de uvas, somente uma? Não, várias uvas (unidade composta).

Nestes versículos abaixo a palavra hebraica “YACHID” como sendo unidade simples [singular]

•(Jeremias 6: 26) – Ó filha do meu povo, cinge-te de saco, e revolve-te na cinza; pranteia como por um filho ÚNICO (YACHID), em pranto de grande amargura...(unidade simples).
•(Amós 8: 10) - ...,e calva sobre toda cabeça; e farei que isso seja como o luto por um filho ÚNICO (YACHID), e seu fim como dia de amarguras...(unidade simples).
•(Provérbios 4: 3) – Quando eu era filho aos pés de meu pai, tenro e ÚNICO (YACHID) em estima diante de minha mãe...(unidade simples).
•(Gênesis 22: 2) – Prosseguiu Deus: Toma agora teu filho, o teu ÚNICO (YACHID) filho Isaque, a quem amas...(aqui se trata de unidade simples).

Assim diz o Senhor:
(Dt 6: 4) - “Shemá Israel Adonai Eloheinu Adonai echad”.

Assim NÃO diz o Senhor:
“Shemá Israel Adonai Eloheinu Adonai yachid” (seria heresia?)

•Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito de Yeshua [Jesus] diz às igrejas!!!
•(Isaias 9:15, 16) - O ancião e o varão de respeito, esse é a cabeça; e o profeta que ensina mentiras, esse é a cauda. Porque os que guiam este povo o desencaminham; e os que por eles são guiados são devorados.
•(Ezequiel 13: 3) - Ai dos profetas loucos, que seguem o seu próprio espírito sem nada ter visto.

ECHAD versus YACHID
(Unidade composta X Unidade simples)

Por um outro lado, veja a explicação e observações que certa vez eu recebi de um amigo:

....a palavra "ECHAD" em hebraico funciona exatamente da mesma maneira que a palavra "UM" em português. Em português, pode-se dizer: "estas quatro cadeiras e a mesa formam UMA mobília de jantar," ou então: "Há UM centavo em minha mão." Desses dois exemplos, é fácil ver como a palavra "UM" pode significar várias coisas em uma, como é o caso da mobília, ou apenas uma, no caso do centavo.

Embora a palavra hebraica "ECHAD" funcione exatamente da mesma maneira, outras religiões jamais oferecerão exemplos bíblicos onde a palavra "ECHAD" signifique somente uma unidade simples.
Assim, apenas apresentando versículos das Escrituras como Bereshit 2: 24 (Gêneses 2: 24) e Bamidbar 13:23 (Números 13:23), isso cria para o novato a ilusão de que a palavra "ECHAD" é de alguma forma sinônimo de uma unidade composta. Nada, é claro, poderia estar mais longe da verdade.

Por exemplo, pode-se ler em Devarim 17: 6 (Deuteronômio 17: 6) - "Pela boca de duas testemunhas, ou três testemunhas, aquele que merece a morte deve ser posto à morte; mas pela boca de UMA (echad) testemunha, ele não deve ser posto à morte."
Cohêlet 4: 8 (Eclesiaste 4: Cool - "Há apenas UM (echad), sem uma companhia; sim, ele nem tem filho...".
Nos dois versículos acima a mesma palavra hebraica “ECHAD” é usada, e esta palavra "ECHAD" está claramente referindo-se a apenas uma unidade simples, não a uma unidade composta.

A dúvida que imediatamente nos vem à mente é: se a palavra hebraica "ECHAD" pode significar tanto uma UNIDADE COMPOSTA como apenas uma UNIDADE SIMPLES, como se pode dizer qual definição é válida ao estudarmos um versículo???.

A resposta é: exatamente da mesma maneira que a palavra "UM" é entendida em português, ou seja, PELO CONTEXTO. "Quatro cadeiras e uma mesa fazem UMA mobília de sala de jantar" se trata de uma unidade composta, e "Ouve, Israel, Adonai é nosso Deus, Adonai é Um" é puro monoteísmo, ou seja, se trata de unidade singular.


Mas, eu não me dei por satisfeito e questionei: Se Deus é verdadeiramente uma unidade absoluta [singular] como você afirma, então, o próprio Deus, para evitar dupla interpretação e confusão, deveria ter escrito Deuteronômio 6:4 desta forma:

SHEMÁ ISRAEL ADONAI ELOHEINU ADONAI YACHID. (lê-se: chemá Israel Adonai Elorreinu Adonai iarrid)
Traduzindo.: "Ouve, ó Israel, o Senhor nosso Deus é UM” (unidade simples/singular).

E, para evitar dupla interpretação e confusão, JAMAIS deveria ter escrito desta forma:

SHEMÁ ISRAEL ADONAI ELOHEINU ADONAI ECHAD. (lê-se: chemá Israel Adonai Elorreinu Adonai errad)
Trad.: "Ouve, ó Israel, o Senhor nosso Deus é UM” (unidade composta).

SERÁ QUE O NOSSO DEUS É UM DEUS DE CONFUSÃO?

No Novo Testamento [Brit Chadasha].

A maior prova de que Deus é uma unidade composta [pluralista], é quanto o próprio Yeshua [Jesus] diz: EU e o PAI somos UM (João 10:30), ou seja, EU e o Pai somos ECHAD [unidade composta ou pluralista]. Um outro versículo que demonstra uma unidade composta entre o Pai, o Filho e o Espirito, é em João 14: 26 e João 15:26. Observe:

• (João 15:26) - Mas, quando vier o CONSOLADOR, que EU [o Filho] da parte do PAI vos hei de enviar, aquele ESPÍRITO de verdade, que procede do PAI [fonte emanadora], ele testificará de MIM.

•(João 14:26) - Mas aquele CONSOLADOR, o ESPÍRITO SANTO, que o PAI enviará EM MEU NOME [em nome do FILHO], esse [ESPIRITO] vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto [EU] vos tenho dito.

No Antigo Testamento [Tanach].

A maior prova de que Deus é uma unidade composta [pluralista], está registrada em Isaias 9: 6, onde o profeta tem a revelação de que Yeshua [Jesus] é chamado de Deus Forte e Pai da Eternidade. Ora, se Jesus é Pai da Eternidade então Ele é obrigatoriamente anterior a Eternidade e a nós, então, Ele é o nosso Pai também!

Se você não concordar que Deus é uma unidade composta [plural], então, pelo fato de Yeshua [Jesus] ser o Pai da Eternidade e Ele ter um Pai, então, o Pai de Yeshua é o nosso AVÔ celestial. Se Yeshua é Deus Forte e o Pai de Yeshua é também um outro Deus, então, temos dois (2) deuses! E agora? Cadê o monoteísmo?. A não ser que você concorde que Deus é uma unidade composta, aí tudo bem, tudo resolvido.

Outra coisa que deve ser observada é que, o profeta Isaias escreveu que Yeshua é chamado literalmente de Deus Forte e Pai da Eternidade, e NÂO chamado de REPRESENTANTE do Deus Forte e nem chamado de REPRESENTANTE do Pai da Eternidade. Cuidado!

Então, seguindo a sábia sugestão do meu amigo, comecei a rastrear, estudar e analisar com comparações toda o contexto do Antigo Testamento [Tanach] desta forma:

Bom, Deixe me ver, opa!!!. Achei uma coisa interessante, veja!!!:


(Salmo 104: 30) - Envias o teu Espírito, e são criados, e assim renovas a face da terra.
Curioso, isso me lembra Gêneses 1:2. Observe bem que este Espírito é enviado por alguém, certo!!!!. Por quem???. Ora, provavelmente de uma fonte de origem!!!, o Pai, pois de acordo com o dicionário Pai significa “Fonte de Origem que emana”. Logo o Pai não é o Espírito e nem o Espírito é o Pai, certo!!!. Então eu posso dizer que o Espírito subsiste, ou seja, existe em função desta Fonte de Origem [Pai].


Note que o Espírito é um elemento fundamental na criação do universo alem do Pai [fonte de origem] porque ele subsiste em Deus tornando-se parte integrante de Deus!!!.

Notei também um detalhe interessante: o Pai necessita do Espírito para criar e vice-versa, isso é uma relação de dependência de um para com o outro!!!. Ora, Espírito de Deus é Deus, da mesma forma que copo de vidro é vidro, vaso de barro é barro, certo!!!

Todo oxigênio na atmosfera é água???. Não!!!. Claro que não!!!. Mas quando todo átomo de oxigênio coligado com dois de hidrogênio formando uma molécula de água, então eu digo que este átomo de oxigênio dentro da própria molécula de água é água. O mesmo digo para o hidrogênio!!!

Todo espírito é Deus???. Não!!!. Claro que não!!!. Mas quando o Espírito que subsiste e provem de Deus, coligada com sua Palavra, é capaz de expressar exatamente a imagem do próprio Deus, então eu digo que este Espirito dentro do próprio Deus é Deus, pois faz parte da estrutura que forma o próprio Deus (Jo 4:24).

Bom, vamos novamente volta para o Antigo Testamento rastreando o seu contexto. Deixe me ver... opa!!!. Achei outra coisa interessante, veja!!!:

•(Jó 33: 4 a 6) - O Espírito de Deus me fez; e a inspiração do Todo-Poderoso me deu vida. 5 - Se podes, responde-me, põe em ordem as tuas razões diante de mim, e apresenta-te. 6 - Eis que vim de Deus, como tu; do barro também eu fui formado.

Puxa! Que interessante!, este versículo me lembra a criação do homem em Gêneses 1: 26. Uau!!!, o Espírito de Deus, que não é o Pai e nem a Palavra, teve o seu papel na criação do homem.

Ah!!! Veja!!!, o que eu encontrei ainda com relação ao Espírito de Deus!!!!

•(Gênesis 6:3) - Então disse o SENHOR: Não contenderá o meu ESPÍRITO para sempre com o homem.......

Veja bem, o Senhor não disse assim: Não contenderei para sempre com o homem, ou disse??? Está bastante evidente que o Pai e o Espírito são dois elementos distintos!!!. Só não vê quem não quer!!!

•(Jó 26:13) - Pelo seu ESPÍRITO ornou os céus...

Aqui esta bem claro que o Espírito de alguém ornou os céus!!! Quem será esse alguém????, ora, o Pai!!!, portanto o Pai e o Espírito são dois elementos distintos!!!. O Pai não é o Espírito!!!

•(Salmos 51:11) - Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu ESPÍRITO Santo
De quem é esse Espírito??? Do Pai é claro!!!, como você vê novamente são dois elementos distintos!!! O Pai não é o Espírito!!!

•(Isaías 44:3) - Porque derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o meu ESPÍRITO........
Percebeu? O Pai derramará não só água como também o seu Espírito!!! Novamente duas pessoas literalmente distintas!!!

•(Isaías 63:10) - Mas eles foram rebeldes, e contristaram o seu ESPÍRITO Santo...
Aqui o profeta relata que entristeceram o Espírito de quem??? Do Pai!!! Então o Espírito tem sentimento próprio!!!. Novamente duas pessoas literalmente distintas!!!!

•(Ezequiel 36:27) - E porei dentro de vós o meu ESPÍRITO,...
O Pai vai colocar dentro de nós o seu Espírito!!!, novamente duas pessoas literalmente distintas!!!!]

Éh, pois é, não é a toa que no Novo Testamento [Brit Hadasha] está escrito assim:

•(João 4: 24) - Deus é Espírito,...
Você sabe porque? É porque o Espírito emanado é um dos elementos que constitui a unidade composta chamada Elohim [lê-se Elorrim]!!!!, ora, Espírito de Deus só pode ser Deus porque se não for, então o Espírito não é dele!!!
Bom, vamos novamente volta para o Antigo Testamento sempre rastreando o seu contexto. Hum...Deixe me ver... bah!!!. Que interessante, veja!!!:

•(Salmo 33: 6) Pela Palavra [Yeshua/Jesus] do Senhor foram feitos os céus, e todo o exército deles pelo Espírito da sua boca.....
Veja que interessante!!!!: Quem é a Palavra??? Yeshua [Jesus]!!! Quem é o Senhor??? O Pai!!! Quem é o Espirito??? Ora, o Espirito Santo!!!.

Uau!!! Os três elementos juntos, a Palavra, o Espírito Santo e a própria Fonte [Pai] que emana tanto o Espirito como a Palavra, os quais constituem um único (echad) Deus verdadeiro, o Elohim [Pai, Palavra e Espirito]!!!. Deu para você perceber? O curioso é que isso ocorre no Antigo Testamento [Tanach] quando nesta época nem existia ainda o cristianismo.!!!

Não sei não mas, eu acho que tentarão te enrolar!!!!. Sabe porque?. É porque o texto exposto até agora esta fundamentado somente no Antigo Testamento [Tanach].

Ei, psiu!!!!, acorda!!!, quando o Antigo Testamento foi escrito Roma ainda não existia, portanto, o imperador romano Constantino e Tertuliano ainda não tinham sido projetados, o concilio de Nicéia promovido pela igreja primitiva que afirma a trindade, o credo de Santo Atanásio, o credo de Cesareia, o credo Ariano, olha!!!, a turma naquela época do Antigo Testamento nem sabia o que era tudo isso, pois, ainda não existia o cristianismo e nem os romanos, ora!!!.

Olha não vai faltar oportunidade para alguém falar que tudo isso é mentira e que aí tem o dedo da igreja romana, bah!!!, fica esperto!!!, fica esperto!!! abra a mente!!!, efatá (abra)!!!!.

Quanto a palavra “trindade”, ora, alguém enxergou, por exemplo, neste versículo, Salmo 33: 6, estes 3 elementos que constitui uma unidade composta, o Elohim [Pai, Palavra e Espirito] então, mais que depressa, a igreja primitiva messiânica [cristã], patenteou essa descoberta com o nome de “trindade” e isso causou ciúmes entre alguns judeus!!!! É claro!!!

Quanto ao concilio de Nicéia promovido pela igreja primitiva cristã, a causa maior foi para refutar os dogmas de ARIO que foi um bispo, na igreja primitiva, que liderou uma rebelião de mais ou menos 300 bispos em Alexandria contra a própria igreja primitiva cristã.

ARIO pregava contra a divindade de Yeshua [Jesus], ou seja, negava que Jesus era Deus por natureza e que ele era apenas a primeira criatura de Deus que foi escolhida para representar Deus, ou seja, Jesus recebeu uma procuração que nada mais é que um documento que passava os poderes de Deus para Ele [Jesus] agir como se fosse Deus, portanto, Jesus era apenas um Deus por TABELA. Tal como os juizes de Israel eram chamados de deuses porque agiam em nome de Deus [Sl 86:2). Tal como Moisés foi constituído representante legal de Deus (Ex 7:1)

Estes dogmas arianos são, hoje, adotados pela organização “Testemunhas de Jeová” e infelizmente tenho percebido, também, uma semelhança muito forte entre alguns no judaísmo messiânico.

Bom, em outras palavras este versículo (Salmo 33: 6) quer dizer algo como:

•“Por intermédio de JESUS [a Palavra], que provem do seio do PAI [a Fonte de origem], foram feitos os céus, e todo o exercito deles pelo ESPÍRITO [o Sopro de Vida] na Palavra da boca do PAI....”

Isso me lembra Gêneses 1: 1.

Este versículo no AT, Salmo 33: 6, é confirmado pelos versículos no NT, João 14: 26 e João 15: 26, onde o próprio Senhor Yeshua [Jesus] deixa bem claro que os três [Pai, Filho e Espirito Santo], interagem um em função do outro, caso ao contrario, nada acontece inclusive a consumação do plano de salvação!. Observe:

•(João 15:26) - Mas, quando vier o CONSOLADOR, que EU [o Filho] da parte do PAI vos hei de enviar, aquele ESPÍRITO de verdade, que procede do PAI [fonte emanadora], ele testificará de MIM.

•(João 14:26) - Mas aquele CONSOLADOR, o ESPÍRITO SANTO, que o PAI enviará EM MEU NOME [em nome do FILHO], esse [ESPIRITO] vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto [EU] vos tenho dito.

Ah!!!, veja que curioso!!!. Então estes versículos (Salmo 33: 6; João 14: 26; João 15: 26) acima vem justificar o porque os pronomes e verbos nestes versículos abaixo NÃO estão conjugados na primeira pessoa do singular [eu], desta forma:

•(Gn 1:26)...Faço o homem.
•(Gn 3:22)...o Homem se tornou como Eu.
•(Gn 11:7)... Desço e Confundo.
•(Is 6:Cool...quem há de ir por Mim.

MAS ESTÃO conjugados na primeira pessoa do plural [nós] desta forma:

•(Gn 1:26) Façamos o Homem.
•(Gn 3:22) o Homem se tornou como um de Nós.
•(Gn 11:7) Desçamos e Confundamos.
•(Is 6:Cool quem há de ir por Nós.

Interessante!!!, observe novamente, neste versículo (Salmo 33: 6), que a Palavra esta associada com o Espírito. Porque será?.
Ah!!!, já sei, se eu colocar a minha mão em frente da minha boca e pronunciar alguma palavra, eu vou sentir um vento contra a minha mão!!!. Isso me leva a entender, de uma forma ilustrada, que o Espírito de Deus subsiste, ou seja, existe em função da Palavra.

Mas, e quanto a Palavra?. Ora, a Palavra não existe por si só, ou seja, ela existe também em função de alguém não é mesmo!!!. De quem?. É claro que é de uma Fonte de Origem. Qual é essa fonte?. Ora, o Pai que é a Fonte de Origem emanadora de onde procede também o Espírito!!!. Logo o Pai não é a Palavra e nem a Palavra é o Pai, certo!!!.

Note que a Palavra é um outro elemento fundamental na criação alem do Espírito e do Pai [fonte de origem], porque ela subsiste em Deus tornando-se parte integrante de Deus!!!. Notei também um detalhe interessante: o Pai necessita também da Palavra para criar e vice-versa, isso é uma relação de co-dependência de um para com o outro!!!. Ora, Palavra de Deus é Deus, da mesma forma que copo de vidro é vidro, vaso de barro é barro, certo!!!

Toda farinha de trigo no mundo é pão?. Não!!!. Claro que não!!!. Mas quando toda farinha de trigo coligada com porções relativas de água, sal e azeite, depois de assado forma o pão, então eu digo que esta farinha dentro do próprio pão é pão. O mesmo digo para a água, sal e azeite!!!

Toda palavra é Deus?. Não!!!. Claro que não!!!. Mas quando a Palavra que provem de Deus, coligada com seu Espírito é capaz de expressar exatamente a imagem do próprio Deus tal como 7=7, então, esta Palavra dentro do próprio Deus que constituiu Deus, é Deus, pois faz parte da formação de Deus (Jo 1:1).

Observe ainda neste versículo:
•(Salmo 33: 9) - Porque falou, e foi feito; mandou, e logo apareceu.”

Você percebeu que para o Pai realizar seus desejos necessitou literalmente da Palavra!!!. Então, não só a Palavra subsiste no Pai como o Pai subsiste na Palavra. Éh, pois é, não é a toa que no Novo Testamento [Brit Hadasha] está confirmando escrito assim:
Assim diz o Senhor:

•(João 1: 1) - No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus......

Veja bem, João deixou bem claro que o Verbo (Yeshua/Jesus) estava com o Pai e que o Verbo [Yeshua/Jesus] era Deus encarnado naquela ocasião!!!].

Bom, acho que eu não preciso dizer que o Pai não é o Verbo e vice-versa, ou preciso!!!. Acredito que você percebeu que existem mais um elemento que não é o Pai e nem o Espírito e que estes três (3) elementos se interagem um em função do outro.
Ora, Verbo de Deus só pode ser Deus porque se não for, então o Verbo não é dele!!!. É claro que Deus tem Palavra, caso ao contrario, como Ele se comunicaria ou se expressaria!!!.

Assim NÃO diz o Senhor:

•(João 1: 1) - No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo representava Deus ou o Verbo era um deus por tabela [é dogma do bispo Ário].

Assim diz o Senhor:

•(Hebreus 11: 3) Pela fé entendemos que os mundos foram criados pela Palavra [Yeshua/Jesus] de Deus;...... [veja!!!! Palavra de Deus é Deus, o Criador!!!]

Bom, eu me dou por satisfeito!!!. Não sei se deu para você perceber que o Espírito de Deus subsiste na Palavra de Deus que subsiste na Fonte de Origem [Pai] e vice-versa, ou seja, existe uma co-dependencia entre estes três elementos fundamentais que se integram formando o Deus verdadeiro. Ei, psiu!!!, fonte de água existe enquanto brota água, caso ao contrario ela deixou de existir, certo!!!. Só existe Pai quando existe Filho e vice-versa.

CONCLUSÃO:
O Deus verdadeiro é definido (não dividido) em três elementos fundamentais, os quais constituem uma única unidade composta denominada “Gêneses corporativa da criação e salvação” [Pai da criação e salvação], responsáveis igualmente por toda a salvação e criação universal física e espiritual e tudo que neles existem.

Podemos evidenciar isto claramente nestes versículos onde os pronomes e verbos, nos versículos abaixo, estão conjugados na primeira pessoa do PLURAL [nós], observe:

• (Gn 1:26)...façamos o Homem...
• (Gn 3:22)...o Homem se tornou como um de nós.
• (Gn 11:7)...desçamos e confundamos...
• (Is 6:Cool...quem há de ir por nós...

É evidente que os anjos [criaturas] não tiveram participação nas reuniões e criações de Deus, o Elohim [Pai, Palavra e Espirito], referentes a qualquer coisa, caso ao contrario, ele deixaria de ser “Independente”, o “Soberano Senhor e Absoluto Criador”, o “Todo-Poderoso”, pois estaria dividindo sua glória com os anjos [criaturas], contrariando assim, a sua própria palavra onde Ele afirma que não divide sua gloria com ninguém (Is 42: 8; 48: 11).

Então neste versículo abaixo, está se referindo a Deus como uma “UNIDADE COMPOSTA” [corporativa] e não como uma unidade simples!!!.

•“(Deuteronomio 6: 4) - Shemá Israel Adonai Eloheinu Adonai echad (Ouve Israel, o Senhor nosso Deus é um)”

Não confunda fonte de origem [Pai] da Palavra com fonte de origem [Pai] da criação e salvação, o qual é constituído pelo Pai, Palavra e Espirito, caso ao contrario, ganharemos um avô celestial pois Isaias chama a Palavra [Yeshua] não só de Deus Forte como também de “Pai da eternidade” [Is 9: 6] porque a Palavra [filho] está no Pai assim como o Pai esta na Palavra [filho] e ambos no mesmo Espirito (Jo 14:9, 10; Jo 14:26; Jo 15:26)

Caso você não concorde com este estudo, então, eu te deixo estas perguntas:

Porque Deus não falou desta maneira?:
• (Gn 1:26)...FAÇO o Homem...
• (Gn 3:22)...o Homem se tornou como EU...
• (Gn 11:7)...DESÇO E CONFUNDO...
• (Is 6:Cool...quem há de ir por MIM...

Será que alguém adulterou o Antigo Testamento [Tanach]?

Será que o nosso Deus usa dois pesos e duas medidas?

Ei!!!, por favor, não coloque a culpa na igreja romana pois, quando o antigo testamento [Tanach] foi escrito ela ainda não existia, ok!!!.

Assim diz o Senhor:

•(Deuteronômio 18:20) - Porém o profeta que tiver a presunção de falar alguma palavra em meu nome, que eu não lhe tenha mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, esse profeta morrerá.

•(Ezequiel 13:3) - Assim diz o Senhor DEUS: AI dos profetas loucos, que seguem o seu próprio espírito e que nada viram!

•(Tiago 3:1) - meus irmãos, muitos de vós não sejam mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo.

Assim diz Ye(hovah)shua há mashiach:

Rompa o casulo e voe para o altíssimo com asas de grande águia!!!!

BARUCH ATA ADONAI NOTEN HÁ TORÁH!!! (lê-se: baru atá Adonai notên rá torá)

Bendito seja o Senhor que nos deu a Palavra [Jesus] de instrução!!!


Ye(hovah)shua há mashiach!!!

azzi

Número de Mensagens : 41
Data de inscrição : 15/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por azzi em Sex Set 18, 2009 11:06 am

A paz do Senhor Vinicius!

Meu amigo VINICIUS, se você escrever um livro [palavra] como sendo a tua auto biografia, evidentemente, esse livro [palavra] terá como nome próprio o seu próprio nome que é “VINICIUS”, pois, quem lê-lo conhecerá o autor do livro que é “você mesmo”, porque você, que é o autor [PAI], a fonte de origem que emanou esta palavra no livro, esta dentro da palavra no livro, mas, você não é a palavra no livro e nem a palavra no livro é você então, você e a tua palavra no livro são um.

Ora, se a você é o PAI [fonte] da palavra no livro então obviamente a palavra é tua FILHA. Quando as pessoas estão lendo o teu livro, por exemplo, em uma passagem alegre e elas se sentem alegres ou uma passagem triste e elas se sentem tristes, então, eu digo que o espirito delas estão em comunhão contigo bebendo do teu próprio espirito contido na tua palavra, seja ela de alegria ou de tristeza. Na medida que as pessoas vão lendo a palavra no livro chamado “VINICIUS” elas podem ficar apáticas ou simpáticas com relação a tua pessoa, ou seja, elas podem beber ou rejeitar o espírito contido dentro da tua palavra.

Em resumo: O autor [PAI] do livro se chama “VINICIUS”, a palavra no livro, que é a tua auto biografia, obrigatoriamente também se chama “VINICIUS” e conseqüentemente o espírito embutido na palavra contida no livro também se chama “VINICIUS”.

Como você está vendo meu caro amigo VINICIUS, existem três elementos:

1. A FONTE [Pai] que emana a palavra e o espírito.
2. A PALAVRA contida em você.
3. O ESPÍRITO contido na tua palavra.

Todos os 3 (três) elementos chamados “VINICIUS”, distintos entre si que definem um único [echad] e indivisível ser humano chamado “VINICIUS” e não três seres humanos chamados “VINICIUS”!!!

Como nós somos a imagem e semelhança de Deus, então, Deus é a mesma coisa!!!. Na bíblia sagrada, que é a auto biografia de Deus, existem três elementos chamados “Yeshua” [Yehovah-shua = Jesus Salvador] distintos entre si que são:

1. O PAI = Fonte que emana a Palavra e o Espirito;
2. O FILHO = Palavra contida no Pai [Fonte];
3. O ESPÍRITO SANTO = contido na Palavra.

Entenda isso: o Espirito está contido na Palavra e a Palavra está contida no Pai que é a fonte de procedência. Os quais definem um único e indivisível [echad] Deus Verdadeiro chamado “Yeshua” [Jesus] que é o mesmo que “YeHo-shua” que é o mesmo que “YeHoWaH-shua” que é o mesmo que “Yeová salvador” que é, popularmente, o mesmo que Jeová Salvador.

Só que tem um grande detalhe, nós, que somos seres humanos limitados, não temos o poder de conceber para a nossa propria palavra e nem para o nosso proprio espirito de terem vidas neles mesmos. Mas, ao contrario de Deus, e como absolutamente nada é impossível para Deus, então, assim como o Pai celestial tem vida eterna em si mesmo tornando-se desta forma uma pessoa, também, o Pai celestial concedeu para a propria Palavra dEle, que no caso é o Filho [Jesus], ter vida eterna em si mesmo para que o filho [Jesus] pudesse de fato da-la a nós lá na cruz (conf. João 5: 26, Jo 10:17), tornando-se assim a propria Palavra de Deus uma outra pessoa que constitui o proprio Deus.

Da mesma forma o Pai também concedeu ao Espirito dEle ter vida eterna em si mesmo, tornando-o uma outra pessoa, tanto é que, o Espírito Santo comporta-se com varias atitudes que são atributos exclusivos de ações normais de uma pessoa comum, por exemplo:

O Espirito Santo tem:

Inteligência (1ºCo 2:9 a 11).
Vontade própria (1ºCo 12:11).
Sensibilidade (Rm 14:17; Ef 4:30).
Ensina (Jo 14:26; Lc 12:12).
Testifica (Jo 15:26).
Guia (Jo 16:13; Rm 8:14).
Convence (Jo 16:7 a 9).
Contente (Gn 6:3).
Ordena e dirige (At 10:19; 11:12; 13:2).
Intercede (Rm 8:26).
Fala (Hb 3:7 a 10; At 10:19; 13:2; 21:11; Mt 10:20).
Clama (Gl 4:6).
Ama (Rm 15:30).
Toma decisões e administra (1ºCo 12:11).
Pode ser entristecido (Ef 4:30; Is 63:10; At 7:51).
Proibi, põe obstáculo (At 16: 6 e 7; Rm 8:9).
Através dele fomos comprados (At 20:28).
É mencionado entre outras pessoas (At 15:28).
É Salvador (Tt 3:5).
É Criador (Jó 33:4; Sl 33:6; Sl 104:30).
É Rei, pois empossa em alguem para reinar (1ºSm 15:1).
Sabe e atinge as profundezas de Deus (1ºCo 2:10 e 11).

Portanto, Deus não é dividido em 3 partes, mas, Deus é constituído [formado] de 3 elementos personalizados, ou seja, Pai, Palavra e Espirito.

paz!

azzi

Número de Mensagens : 41
Data de inscrição : 15/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por Pr Marcos em Sab Out 17, 2009 11:45 am

Graça e Paz !!!
Tirando o "Yeová Salvador" concordo com o nosso irmão Azzi. Mas é por causa de uma fala de Yeshua que foi criada esta confusão com base aparentemente bíblica que onde ele afirma que " Eu e o pai somos um ". Mas também a Bíblia afirma que o marido e a mulher serão uma só carne e isso não significa apenas uma pessoa.
avatar
Pr Marcos
Moderadores
Moderadores

Masculino
Número de Mensagens : 125
Idade : 45
Localização : São Paulo - SP
Emprego/lazer : Técnico em Informática
Data de inscrição : 30/08/2009

Ver perfil do usuário http://prmarcosjustino.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dois pais de Jesus ?

Mensagem por William Paixão em Qui Fev 11, 2010 1:12 pm

Caros colegas a doutrina da trindade afirma que Deus,Jesus e o espirito santo são tres pessoas distintas
então tenho uma pergunta:

Mateus 1:18
18 Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.

se maria concebeu do espirito santo, e Jesus disse que Deus é o pai,então teve Jesus dois pais ?
o Espirito Santo e Deus.

William

William Paixão

Número de Mensagens : 22
Data de inscrição : 11/02/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por Pr Marcos em Qui Fev 18, 2010 4:13 pm

William Paixão escreveu:Caros colegas a doutrina da trindade afirma que Deus,Jesus e o espirito santo são tres pessoas distintas
então tenho uma pergunta:

Mateus 1:18
18 Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.

se maria concebeu do espirito santo, e Jesus disse que Deus é o pai,então teve Jesus dois pais ?
o Espirito Santo e Deus.

William

Não meu caro William.
Ele só teve um pai. Espírito não é pessoa. Quando falamos do Espírito de Deus (Espírito Santo) falamos de uma parte de Deus. Assim como somos formados por Espírito, alma e corpo. Não são três pessoas distintas como diz a doutrina da Trindade.
avatar
Pr Marcos
Moderadores
Moderadores

Masculino
Número de Mensagens : 125
Idade : 45
Localização : São Paulo - SP
Emprego/lazer : Técnico em Informática
Data de inscrição : 30/08/2009

Ver perfil do usuário http://prmarcosjustino.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

tres atribultos

Mensagem por William Paixão em Sex Fev 19, 2010 12:24 pm

Caro amigo quero Dar um exemplo da divindade de Tres atribultos do mesmo Deus sem ser tres pessoas distintas
um exemplo quando você nasce você leva o titulo de filho (filho não e um nome); e quando você se casa e tem filhos você recebe o titulo de pai (pai não e nome); e quando seus filhos tem filhos você recebe o titulo de avô (avô não e nome)

então se por exemplo seu nome é José carlos da silva, voce pode ser filho,pai e avô e ainda continuar sendo o mesmo José carlos da silva.

William Paixão

Número de Mensagens : 22
Data de inscrição : 11/02/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por azzi em Qui Fev 17, 2011 11:54 am

William Paixão escreveu:Caros colegas a doutrina da trindade afirma que Deus,Jesus e o espirito santo são tres pessoas distintas
então tenho uma pergunta:

Mateus 1:18
18 Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.

se maria concebeu do espirito santo, e Jesus disse que Deus é o pai,então teve Jesus dois pais ?
o Espirito Santo e Deus.

William

William, vamos supor que vc se forme em engenharia, vc já é engenheiro? Não claro que não, vc é apenas um baicharel em engenharia, mas a partir do momento que vc passa a exercer esta função ministerial credenciada, nasce um o engenheiro William, o qual provem o ser humano William, então o engenheiro William é descendente do ser humano William .

Da mesma forma aconteceu com Deus, ou seja, Deus assumiu varias funções ministeriais, tais como: Filho do homem [ultimo Adão], cordeiro, sumo sarcedote, supremo pastor, juiz, rei, etc.
Agora, a principio quem nasceu foi a função ministerial de filho do homem, ou seja, o ultimo Adão o qual descendemos agora, pois, o primeiro Adão falhou.

Deu pra enteder?

De uma lida neste artigo para vc entender melhor:

OS 7 (SETE) ESPÍRITOS DE DEUS
(conf. Ap 1:4; Ap 3:1; Ap 4:5; Ap 5:6)

A palavra hebraica “Mashiach”, que significa Messias, é o mesmo que a grega “Cristo” que significa “Ungido” ou “Empossado”. Então podemos dizer que:
Jesus Cristo Cordeiro é o mesmo que Jesus Ungido Cordeiro ou Jesus Empossado Cordeiro.
Jesus Cristo Sumo Sacerdote é o mesmo que Jesus Ungido Sumo Sacerdote ou Jesus Empossado Sumo Sacerdote.
Jesus Cristo Rei é o mesmo que Jesus Ungido Rei ou Jesus Empossado Rei e assim por diante.

A palavra grega “cristão” significa pequeno cristo ou pequeno ungido ou pequeno empossado. Os apóstolos eram chamados de cristãos porque eram empossados de porções relativas ao Espírito de Jesus, a gosto de Deus.
Como o ser humano é, originalmente, a imagem e semelhança de Deus, então vamos encontrar os SETE ESPÍRITOS do ser humano no ser humano. Ok!!!

O ser humano adquire vários títulos, unções ou funções ministériais, no seu dia a dia e ao longo de sua vida, por exemplo: Quando ele nasce ele recebe o titulo de filho e quando exercitado esse titulo, ele é ungido [empossado] na porção ou parcela relativa ao espírito de filho, expressando com atitudes, a função ministerial que, para um melhor compreensão, chamaremos de personagem filho, que não deixa de ser um entre muitos ministérios na vida dele.

Quando ele vai para a escola ele recebe o titulo de estudante e quando exercitado esse titulo, ele é ungido [empossado] na porção ou parcela relativa ao espírito de estudante, expressando com atitudes, o personagem estudante, que não deixa de ser um entre muitos ministérios na vida dele.

Quando ele se casa recebe o titulo de esposo, quando exercido esse titulo, ele é ungido [empossado] na porção ou parcela relativa ao espírito de esposo, expressando com atitudes, o personagem esposo, que não deixa de ser um entre muitos ministérios na vida dele. Da mesma forma acontece quando ele ganha os títulos de pai, tio, sogro, avo, pastor, empregado, motorista, patrão, governador, rei, deputado, prefeito, etc.

Por outro lado o homem não consegue assumir e exercitar dois ou mais funções ministériais [personagens] ao mesmo tempo, por exemplo: ele não consegue exercitar os ministérios [personagens] de empregado, pai e marido ao mesmo tempo. Se ele der atenção ao filho, não conseguirá dar atenção devida à esposa ao mesmo tempo, e muito menos com a atividade de empregado, é necessário que ele exerça uma função ministérial (personagem)de cada vez, porque ele vive em função do tempo e do espaço.


Se eu somar todas as porções (ou funções ministeriais) de espíritos relativos, ungidas [empossadas] ao longo da vida desse homem, ou seja, somar todos as funções ministériais [personagens], eu vou obter a plenitude total do espírito desse homem, não é mesmo!!!. Então, eu digo que esse homem tem “SETE ESPÍRITOS”, pois, o numero 7 (sete), biblicamente, simboliza a plenitude total de alguma coisa, que no caso seria o espírito pleno desse homem.

Quando o “personagem no ministério de empregado” se aposenta ele encerra a sua atividade ministerial de empregado, então, o “personagem empregado” morreu, mas, o “ser humano” ainda vive e ele pode ressuscitar o “personagem empregado” apenas voltando a trabalhar novamente, não é mesmo!!!.

Quando a mulher do homem morre o “personagem no ministério de marido” morre junto, mas, o “ser humano homem” ainda vive e pode ressuscitar o “personagem marido” apenas casando-se novamente, e assim sucessivamente. Ok!!!.

Então o “ser humano” é a fonte de origem [Pai] que emana várias funções ministériais [personagens] expostos ao longo da vida desse homem”. Certo!!!.

Deus, “a gêneses corporativa indivisível”, o Elohim [Pai, Palavra e Espirito] não vive em função do tempo e nem do espaço porque ambos foram criados por ele e se curvam diante dele.

Por isso, Deus, pode tanto manifestar-se na plenitude total de seu Espírito, ou seja, com os “SETE ESPÍRITOS” (Ap 1: 4; Ap 3: 1) cheio de gloria e poder, como também pode manifestar-se em funções ministeriais (personagens) sem influencia do tempo, tal como tem se manifestado, por exemplo, a João (Ap 1: 13 a 18), a Daniel (Dn 10: 4 a 10) e a outros. A estas funções ministeriais personificadas de Deus é dado o nome de TEOFANIA (Cristofania).

Ora uma pessoa adulta para evangelizar uma criança, por exemplo de três anos, é necessário que a sua palavra esvazie-se de si mesma a ponto de entrar dentro dos limites de compreensão da criança tornando-se semelhante a criança, porem, sem perder as suas características, não é mesmo!!!.

Por isso Jesus, a Palavra de Deus que é Deus (Jo 1:1), subsistindo em forma de Deus, Ele não julgou como roubado por alguém a sua divindade que o fazia igual a Deus (Fp 2: 6), antes, esvaziou-se, espontaneamente, de sua igualdade como Deus (Jo 5: 18) a ponto de se declarar menor que sua origem, o Pai (Jo 14: 28), e até mesmo menor que os anjos (Hb 2:7). Depois, entrou dentro dos limites de compreensão do homem tornando-se semelhante ao homem e reconhecido em figura humana (Fp 2: 7 a 11) com o propósito de se manifestar em funções ministériais [personagens] compreensíveis ao homem.

Jesus, manifestou-se na função ministerial de Filho do Homem, ou seja, como sendo o (personagem) ultimo Adão (conf. 1Co 15: 45), ao qual descendemos hoje, por este motivo nasceu, cresceu, estudou as escrituras, adquiriu novamente a sabedoria e força (Lc 2: 39, 40), viveu e morreu conforme a lei, portanto, Jesus (=Deus) é fiel para com sua Palavra contida nas Escrituras Sagrada. Jesus manifestou-se também encarnado na função ministerial de (personagem)Juiz para julgar Sodoma e Gomorra na presença de Abraão e dois anjos para tê-los como testemunhas de sua justiça (compare Jo 8: 56 a 58 com Gn 18).

Manifestou-se na função ministerial (personagem) de Mensageiro (Anjo) fazendo-se na forma de um Anjo, como fez a Moisés em uma sarça (Ex 3:1 a 6). Ele é Deus e tudo pode, Ele é ilimitado, onipotente, onipresente e onisciente, caso ao contrario Deus seria impotente e deixaria de ser o Todo Poderoso e Deus Verdadeiro.

Manifestou-se também encarnado na função ministerial (personagem) de Senhor dos Exércitos para lutar contra os exércitos de Jericó na presença de Josué para tê-lo como testemunha de sua ação poderosa e de sua soberania e justiça (Js 5:13 a 15).



Manifestou-se também encarnado na função ministerial de (personagem) Senhor, Cordeiro Expiatório, Ressurreição, Sumo Sacerdote, etc, tal como fez aproximadamente a dois mil anos atrás na Palestina (Jo 1:14; Fp 2:7).

A plenitude total do Espirito de Divindade, que habita, corporalmente, em Jesus (Cl 2:9), que é, biblicamente, simbolizada pelo numero 7 (SETE) (conf. Ap 1:4; Ap 3:1; Ap 4:5; Ap 5:6), foi fragmentada, ou melhor, derivada em varias unções (porções), ou seja, em várias FUNÇÕES MINISTERIAIS, (por exemplo: 7=1+1+1+1+1+1+1), com o propósito de Jesus [o Verbo] se manifestar, dentro dos limites de compreensão do homem, em funções ministeriais (personagens) específicos ao longo de sua existência terrena, expressando pouco a pouco, de porção ungida em porção ungida, sua igualdade como Deus (Hb 1:3; Cl 1:15; Fp 2:6) para que o homem viesse a conhecer, compreender, religar e comungar com Deus, o Elohim [Pai, Palavra e Espírito]], a gêneses corporativa indivisível (Jo 14:9).

Logo, no plano terreno, Ele foi se integrando sucessivamente, ungido ou empossado [cristo], para cada ocasião específica, com varias porções ou parcelas [função ministerial] relativas de Espírito de Deus, até atingir, novamente, a plenitude integral de seu Espírito e gloria, que ele tinha junto ao Pai antes da criação (Jo 17: 5).

O Espírito de Jesus (ou, seja: YeHoWaH salvador = Yeho-shua = Yeshua) é o Espírito Santo de Deus (At 16: 6 e 7; Gl 4: 6; Ap 1: 17, 18; Ap 2: 7, 17, 29; Ap 3: 6, 13, 22; Ap 22: 17) que também é o Espírito do Pai (Mt 10:20).

A bíblia sagrada revela, Jesus sendo gradativamente empossado ou ungido [cristo] em VÁRIAS FUNÇÕES MINISTERIAIS, (ou vários personagens) integrando as porções relativas ao Espírito de:

O Cordeiro de Deus (Jo 1: 29).
O Sumo Sacerdote e Apostolo (Hb 3: 1; Hb 5: 10).
O Profeta (Jo 4: 19).
O Supremo Pastor (1ºPe 5: 4).
O Esposo (Ap 19: 7; Jo 3: 29).
O Advogado (1ºJo 2: 1).
O Senhor e Mestre (Jo 13: 14; Lc 18: 18 e 19).
O Senhor e Rei (Ap 19: 16).
O Anjo ou Mensageiro (Êx 3: 2 a 6).
O Juiz ou Palavra que julga (Jo 5: 22; Jo 12:48).
O Mediador e Homem - novo Adão (1ºTm 2: 5).
O Novo e Ultimo Adão (1Co 15: 45),
O Alfa e o Omega = Palavra de Deus manifestada na forma escrita (Ap 22: 13).
O Principio e o Fim = Tudo começa nEle e termina nEle (Ap 22: 13).
O Primeiro e o Ultimo = o único Deus (Ap 22: 13)
O Emanuel = Deus encarnado conosco (Mt 1: 23)
O Siloé = o enviado ou anjo (Jo 9: 7; Jo 13: 16).
A Ressurreição (Jo 11: 25).
ONosso Irmão Primogênito - então Ele tem a primazia por lei (Rm 8: 29; Cl 1: 15 a 18).
O Pecado = pois se fez pecado por nós (2ªCo 5: 21).
O Maldito = Ele se fez maldição por nós por isso o pai o abandonou na cruz (Gl 3: 13).
A Porta (Jo 10:7 e 9).
O Caminho, a Verdade e a Vida (Jo 14: 6).
A Luz (Jo 9: 5).
O Pão Espiritual (Jo 6: 35).
O Maravilhoso Conselheiro (Is 9: 6).
O Deus Forte (Is 9: 6).
O Príncipe da Paz (Is 9: 6).
O Pai da Eternidade (Is 9: 6).
A Agua da Vida (Ap 22: 16 e 17).
O Poder Legislativo, Judiciário e Executivo (Is 33: 22; Tg 4: 12; Ap 19: 11 a 16).
O YeHoWaH Salvador (Tt 1: 4; Tt 2: 13; 2ºPe 1: 1; 2ºTm 1: 10; Fp 3: 20).
O YeHoWaH provedor/Jire (Jo 14: 14).
O YeHoWaH que cura/Rafa (Jo 9: 18).
O YeHoWaH dos exércitos/Sabaote (Ap 19: 14).
O YeHoWaH da paz/Shalom (Jo 14: 27), etc.

Só para você ter uma idéia de como funciona essas funções ministeriais (personagens), cito este exemplo: Foi a função ministerial de (personagem) Cordeiro Jesus que morreu la na cruz, e não o Ser Divino Jesus (=Deus), o qual é a Vida Eterna ,então Ele não morre.

Jesus, se fazendo na função ministerial de (personagem) Jesus Ressurreição, ressuscita o (personagem) Jesus Cordeiro.

Jesus, se fazendo Sumo Sacerdote, pega o sangue do Jesus Cordeiro, e, como prova de que o Cordeiro cedeu a sua vida em troca da morte de alguém, apresenta ao Deus trino, chamado também, Jesus = Yeshua = Ye(hovah)shua = Jeová Salvador.

Conclusão:
Independente da atividade ministerial que Jesus exercer, Ele nunca deixará de ser Deus, pois:

Jesus É Deus que SE FAZ Homem.
Jesus É Deus que SE FAZ Cordeiro.
Jesus É Deus que SE FAZ Sumo Sarcedote.
Jesus É Deus que SE FAZ Rei..
Jesus É Deus que SE FAZ Profeta..
Jesus É Deus que SE FAZ Anjo..
Jesus É Deus que SE FAZ Supremo Pastor..
Jesus É Deus que SE FAZ Irmão..
Jesus É Deus que SE FAZ Esposo..
Jesus É Deus que SE FAZ Pai..
Jesus É Deus que SE FAZ Pecado por nós.
Jesus É Deus que SE FAZ Maldito por nós.
E assim sucessivamente...

Há quem diga erroneamente que Jesus tenha duas naturezas, uma divina e outra humana. Ora, se considerarmos que Jesus “É” Homem, então, Deus cometeu um ato abominável aceitando um sacrifício de um ser humano na cruz. Percebeu a incoerência? Alem disso, está escrito, Deus não “É” Homem (Nm 23: 19), e Jesus é Deus (Jo 1: 1 e 14)

Portanto, a palavra “É (=verbo SER)”, é diferente da expressão “SE FAZ (=verbo FAZER)”. Ora, o que são 33 anos terrenos se Jesus, sendo Deus Criador, é anterior a própria Eternidade que Ele criou? Absolutamente nada!

azzi

Número de Mensagens : 41
Data de inscrição : 15/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por Sincero em Sex Fev 25, 2011 11:31 am

Paz


Ainda só li o post do Azzi.

Amigo, é ecelente!... verdadeiramente. é objectivo, inteligente, franco e de tão veraddeiro e à vontade, dá até para brincar, sem ferir o assunto. Muito bom.

Tenho pena, porque mesmo quando o crente (como eu) diz sua verdade, ele, muita vez descai para um certo subjectivismo e até uma certa ignorancia, porque ele acredita e entende de um certo modo, as coisas, mas nao esta alicerçado no Conhecimento.

Meus parabéns sinceros, oh Azzi. JESUS te abençoe.

+++

Sincero

Número de Mensagens : 8
Data de inscrição : 30/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por achorf em Ter Abr 05, 2011 11:39 pm

William

NÃO ACHEI OUTRA FORMA DE EXPLICAR MELHOR DO QUE A QUE SEGUE.

VEJA, QUANDO UMA MULHER FICA GRAVIA, ELA FICA GRAVIDA DE QUEM ?

OBVIAMENTE DO SE MARIDO.

PORÉM NÃO É O MARIDO QUE FORMOU O BEBE, MAS FOI O ESPERMATOZOIDE QUE FECUNDOU NO OVOLU DA MULHER, DAI POR DIANTE A FORMAÇÃO DO BEBE.

POIS BEM, CREIO QUE SEJA MAIS O MENOS ASSIM.

DEU É O PAI, O ESPIRITO SANTO É QUEM GEROU O BEBE CONFORME LC 1:35.
FOI DEUS QUEM ENVIOU O ESPIRITO SANTO SOBRE MARIA.

ESPERO QUE TENHA ENTENDIDO.

achorf

Número de Mensagens : 1
Data de inscrição : 05/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por marcelo almoedo em Qua Jun 22, 2011 1:43 am

Em 325 D.C, em Nicéia, na Itália, cerca de 300 líderes cristãos reuniram-se no pedido do imperador Constantino (cuja mãe era um cristão). O conceito da Santíssima Trindade saiu do Credo Niceno, reuniões futuras, como a reunião de Nicéia, chamados sínodos, estabeleceu o nascimento de Jesus (Natal) e morte (Páscoa). O Credo Niceno é um exemplo clássico da noção de que a inteligência de qualquer comissão é inversamente proporcional ao número de membros
A Santíssima Trindade é um deus híbrido. Um deus com três cabeças, o Pai, do Filho e do Espírito Santo. Este híbrido pode ter sido inventada para atrair os pagãos que geralmente pratica o politeísmo.

O Antigo Testamento, certamente não mencionou um Deus de três cabeças, mas os cristãos considera Jesus ser o Messias e ele foi crucificado e foi para o céu. Se Jesus é parte de Deus ou Deus, que estava passando a matéria no céu quando ele estava na terra como um carpinteiro.

Minha opinião pessoal sobre esta farsa é que antes da trindade profana, existiu uma dualidade profano, o Pai e o Espírito Santo. O Pai enviou o Espírito Santo descer à Terra e estupra a virgem Maria (não se preocupe, ela nunca sentiu nada). Uma vez nascido, Jesus se torna o terceiro na Santíssima Trindade.

Isto é baseado nas leis da física que qualquer objeto não pode estar em dois lugares simultaneamente.

Eu sei que muitos de vocês pensam que este é um estiramento, mas qual é a sua história.

Jesus era o filho ilegítimo do Espírito Santo

A concepção de Jesus à virgem Maria é a prova que a abstenção sexual não é 100% eficaz.

O conceito da Imaculada Conceição significa que a suposta virgem Maria nasceu sem a mancha do pecado original. Se ela nasceu sem pecado, então seu estupro posterior do Espírito Santo havia sido planejada há mais de 20 anos e foi claramente premeditado.
Jesus nunca teve relações sexuais ou ele morreu virgem?

Os católicos acreditam na Santíssima Trindade e eles são referidos como trinitarianos. Caso contrário, você é um Unitário.

Mistério da Santíssima Trindade

Temos um só Deus em três partes, ou três deuses em um. A Enciclopédia Católica esclarece o assunto para nós, em uma obra-prima do raciocínio teológico

Adoramos um Deus em Trindade, e a Trindade na unidade, não confundindo as pessoas nem dividindo a substância. Para a pessoa do Pai é uma, do Filho, outra, do Espírito Santo, outra. Mas a divindade do Pai e do Filho e do Espírito Santo é um, igual a glória, a majestade iguais. e Como é o Pai, como também é o Filho e tal o Espírito Santo. O Pai é incriado, o Filho é incriado, o Espírito Santo é incriado. O Pai é infinito, o Filho é infinito, o Espírito Santo é infinito. O Pai é eterno, o Filho é eterno, o Espírito Santo é eterno.E ainda não há três seres eternos, mas um ser eterno. Assim também não há três Seres incriado, nem três Seres infinitos, mas um não criado e um Ser infinito. Da mesma forma, o Pai é onipotente, o Filho é onipotente, e o Espírito Santo é onipotente. E ainda não há três seres onipotentes, mas um ser onipotente. Assim o Pai é Deus, o Filho é Deus e o Espírito Santo é Deus. E ainda não há três Deuses, mas um só Deus. O Pai é o Senhor, o Filho é Senhor, e o Espírito Santo é o Senhor. E ainda não há três Senhores, mas um único Senhor. Porque, assim como somos compelidos pela verdade cristã a confessar cada pessoa distintamente a ser como Deus e Senhor, somos proibidos pela religião católica de dizer que há três Deuses ou Senhores. O Pai não foi feito por ninguém, nem criado, nem gerado. O Filho é do Pai sozinho, não feito, não criado, mas gerado. O Espírito Santo não é criado pelo Pai e pelo Filho, nem gerado, mas procede. Portanto, há um Pai, não três Pais, um Filho, não três Filhos, um Espírito Santo, não três Espíritos Santos. E nesta Trindade não há prévia ou posterior, nada, nada maior ou menor, mas todas as três pessoas são coeternas e iguais entre si para si. Para que, através de tudo, como foi dito acima, tanto a unidade na Trindade e a Trindade na unidade deve ser adorada.

ENTENDERAM COMO É SIMPLES ESSE CREDO!

marcelo almoedo

Número de Mensagens : 3
Data de inscrição : 22/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por Vitor António em Qua Jan 02, 2013 9:00 pm

Olá,Paz!!

Existe Apenas um único Deus o Pai!!

Jesus também é Deus,porque é filho de Deus!!

Filho de homem é homem,Filho de Deus é Deus!!

O Espirito Santo é uma pessoa e é Deus,porque procede de Deus,tendo a mesma natureza de Cristo e do Pai!!

Deus é a Natureza do Pai,por isso que Cristo e o Espirito Santo são Deus,porque têm a mesma natureza,mas só um é a origem de tudo,o PAI!!
avatar
Vitor António

Número de Mensagens : 26
Idade : 54
Localização : portugal
Humor : sempre bom
Data de inscrição : 01/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por alicarvalho em Seg Fev 04, 2013 5:46 pm

Certa vez Yeshua foi questionado por um escriba, sobre qual era o principal dos mandamentos. Ele, sem hesitar, lhe respondeu: “Ouve Israel, ADONAI é nosso D'us, ADONAI é UM” (Mc 12:29 - Dt 6:4). Yeshua citou o mandamento central da fé do povo judeu, o fundamento do monoteísmo, a crença em Um Ùnico D’us. Este é um princípio básico das Escrituras, o fato de que não há espaço para deuses, mas para Um Único D’us, ADONAI. Porém tradicionalmente, o cristianismo vem compreendendo Jesus ou Yeshua dentro do conceito de trindade e comumente ouve-se cristãos afirmando que Jesus é D’us ou o próprio ADONAI (O PAI) em carne. Tais afirmações podem ser problemáticas se forem má formuladas, pois colocam em risco a fé monoteísta, produzindo assim uma doutrina que pode soar idólatra ou no mínimo triteísta. Pois afinal, se D’us é um e Seu nome é Adonai, como pode haver outro D’us chamado Jesus? Esta é uma pergunta lógica, que automaticamente produzirá uma outra: “Yeshua é D’us?” Antes de responder esta pergunta, deve-se primeiro refletir sobre o quê significa a palavra “D'us”. Ignorando o fato de que em português ela tem origem pagã, todos tem de alguma forma um conceito do quê esta palavra significa, ou a quem ela se refere. Mas, sabe-se que há diferentes “deuses”, tanto quanto existem diferentes religiões. Porém, ao se tratar do D'us da Bíblia, a que D'us ela está se referindo? Conforme o texto citado, o D'us Único da Bíblia é ADONAI. Para ser mais exato, Seu nome é formado por quatro consoantes hebraicas – Yud, Hei, Vav e Hei, que formaria o correspondente em português YHVH. Como se pode observar, o nome de D'us não tem vogais, o que o torna conseqüentemente impronunciável. Muitos na tentativa de transliterar este nome criaram expressões como Jeová, Javé, Yavé, Yahweh ou Yahú; todas criações de um nome completamente desconhecido, conforme a lingüística hebraica vem comprovando. Como vimos, o nome do D'us de Israel é impronunciável, sendo assim, foi criada uma forma alternativa de chamá-lo, neste caso, a expressão ADONAI, que quer dizer simplesmente “SENHOR”. Conclui-se então, que D'US é UM e seu nome é YHVH (ADONAI). Partindo desta tese, retoma-se a pergunta inicial: “YESHUA (JESUS) É D'US?”. Se esta pergunta é formulada com o sentido de “YESHUA (JESUS) É ADONAI?”, a resposta é: NÃO! Por quê? Por um motivo simples, o próprio Yeshua deixou claro em várias citações sua distinção do PAI (ADONAI); veja este exemplo: "Em verdade, em verdade, digo-vos que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se não vir fazer o Pai; porque tudo o que o Pai faz o Filho faz igualmente. Porque o Pai ama o Filho e lhe mostra tudo o que faz; e Ele lhe mostrará maiores obras do que estas para que vos maravilheis. Porque, assim como o Pai ressuscita os mortos e os vivifica, assim também o Filho vivifica aqueles que quer. E também o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o juízo" (João 5.19-22). Este texto é muito interessante, pois demonstra claramente que Yeshua e o Pai possuem funções distintas e que o poder dEle depende completamente de Adonai, como diz o trecho: “[...] o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma [...]”. Além disso, também fica claro que existe uma poderosa unidade entre ambos - unidade não no sentido de serem a mesma 'entidade', mas de parceria, união - [...] porque tudo o que o Pai faz o filho faz igualmente [...]. Por isto em outro trecho, Yeshua dirá “Eu e o Pai somos UM”. O que se percebe é que Yeshua tem uma autoridade divina – o que não o transforma no PAI. Porém, esta depende profundamente de ADONAI, Ele não tem autoridade ou poder divino por si só, ele depende da unidade com Seu Pai. Outro detalhe importante é perceber a submissão de Yeshua, pois como ele mesmo disse: “[...] vou e volto para junto de vós. Se me amásseis, alegrar-vos-íeis de que eu vá para o Pai, pois O PAI É MAIOR DO QUE EU” (João 14:28). Isto deve ficar claro, pois o problema é que a doutrina da trindade, vem ignorando o fato importante de que Yeshua está submetido à autoridade do Pai (ADONAI), e que o PAI, conseqüentemente é maior do que o Filho. Existe um caráter hierárquico aqui. Agora, voltando à pergunta, “Yeshua é D'us”? Se esta sentença tiver o mesmo sentido de perguntas como: “Yeshua é divino”? ou “Yeshua possui atributos divinos”? ou ainda “Yeshua tem autoridade divina?”. Se ela for formulada com estes significados, não há problemas em responder que SIM, Yeshua é D’us (divino). Pois de fato, Yeshua tem atributos e autoridade divinas, mas não porque ele é o PAI, ou ADONAI, mas, porque o PAI lhe concedeu tal poder – como foi visto em texto anteriormente citado. Vale fazer outra citação antes de prosseguir: “No princípio era o Verbo, o Verbo estava com D'us, e o Verbo era D'us” (João 1:1). Este texto significa que lá em Gênesis (Bereshit em hebraico) a PALAVRA (gr. LOGOS ou hb. DAVAR) estava com D’us, sabe-se que ela é YESHUA (JESUS), porém o texto ainda diz que Ele O VERBO (A PALAVRA) era D'us. Não seria esta uma refutação a teoria apresentada neste texto? De forma alguma! Basta observar a estrutura deste versículo em grego. Toda vez que se usa um termo grego para se referir a um substantivo, usa-se um artigo definido antes dele, a ausência deste artigo indefine automaticamente o substantivo. Por exemplo, quando o substantivo masculino ocorre (em grego) e se quer fazer uso de um artigo definido, usa-se a expressão “rô” 1. O estranho é que neste texto João, o final da sentença está: “kai (e) théos (D'us) en (era) ró (o) logos (verbo)”. Observe a ausência do artigo “ró” antes de D'us (théos), já antes da palavra “logos” ele ocorre. Como no grego a ausência de artigo definido, indica automaticamente indefinição, daí que alguns grupos concluíram a tradução do texto como “um D'us” – os Testemunhas de Jeová por exemplo – traduzindo o texto com um artigo indefinido antes de theós. Porém, esta tradução também é errada, uma solução simplista e que fere a idéia de um único D'us. Pois, ao por D'us no indefinido “um”, supõe-se a existência de outros deuses, e aí cai-se novamente no 'politeísmo'. Finalmente, qual seria a solução para este texto? Qual seria a melhor tradução? Devemos lembrar que o evangelho de João possui um grego muito pobre, provavelmente escrito por alguém que tinha pouco domínio da língua, conforme esclarece o Dr. Russel Champlim: “O grego ali usado é próprio de um autor que falava o aramaico (sic) [hebraico], e que adquiriu o grego como segundo idioma. Há muitos erros gramaticais no original...” (CHAMPLIM, R.N. Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia. Ed. Candeia, São Paulo: 1995, Pg. 544). O que parece é que João queria usar o substantivo theos (D'us) como um adjetivo, não no sentido do 'verbo ser D'us', mas, que o 'verbo é DIVINO'. O que esclarece definitivamente o texto. Fato é, João não estava dizendo através deste texto que Yeshua é ou era ADONAI. Mas, que Ele é divino, o que muda completamente o sentido do versículo. Para entender definitivamente a função de Yeshua, deve-se usar o princípio da representatividade. Yeshua REPRESENTA o Pai. Por ser seu representante legal é também possuidor da autoridade dAquele a quem representa, é divino, não no sentido de ser o PAI, mas no sentido de vir do D'US ADONAI. Por isto a Bíblia o chama de “D'US FORTE” (Isaías 9:5) e “D'US CONOSCO – EMANUEL” (Isaías 7:14). Pois, YESHUA 'REPRESENTA' ADONAI ENTRE NÓS, sendo assim, quem honra o Filho, honra o Pai (João 5:23). Existem vários textos que demonstram este caráter representativo de Yeshua, vejamos: “... o qual (Messias) é a imagem do D’us invisível, o primogênito de toda a criação” (Cl. 1:15). Aqui o Messias é a “imagem do D’us invisível”, ninguém pode ver ao Eterno (YHVH), mas todos podemos vê-lo em Seu Filho o Messias Yeshua. Outro texto interessante é o que está em Hebreus 1:3: “Ele, que é o resplendor da glória e a expressão do Seu Ser”. Vale observar a má tradução feita pelas versões Almeidas (ARC e ARA) que colocam o versículo como: “... a expressão ‘exata’ do Seu ser...” esta palavra – exata – simplesmente não existe no original, a palavra grega aqui é ‘character’ que foi melhor traduzida pela versão americana King James como sendo: “a imagem expressa do Seu ser”. Yeshua é a uma expressão cognoscível, em que é possível conhecer D’us (YHVH). D’us o Pai, o ETERNO (YHVH) é intenso, é icongnoscível, é extenso, transcendente, enorme, é Eterno ou como dizem os cabalistas o EIN-SOF (Sem Fim), nem um homem em seu estado de mortalidade pode conhecê-lo, por isto enviou Ele um mediador (um representante), no qual é possível perceber todos os Seus atributos de uma forma compreensível a mente e as condições espirituais do homem. O D’us icongnoscível se torna congnoscível através de Seu Ungido o Messias YESHUA. Por isto João diz: “Ninguém jamais viu a D’us; o Filho unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou” (João 1:18) [Observação sobre as versões que põe este verso como: ‘... o D-us o unigênito o revelou...’ estão no final do artigo na nota #2]. Ninguém jamais viu a D’us, por Isto agora podemos vê-lo em Seu filho, é como o próprio Yeshua disse em Mateus 11:27 “... ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar”. Aí reside o que chamo de “Divindade Representativa” – ninguém pode conhecer o Pai, ninguém pode percebê-lo, Ele é incompreensível se o vermos em nossas limitações intelectuais e espirituais, por isto Ele enviou seu FILHO em quem habita corporalmente (em forma de corpo) sua plenitude, a fim de torna-se compreensível aos olhos humanos. Assim, o D’us único revela seu poder e atributos através de seu Ungido. Chocante para os que formulam D’us dentro do conceito trinitariano é pensar na possibilidade que Yeshua (Jesus) tem um D’us, sim, Paulo faz menção a isto quando diz: “Bendito seja o D’US, e PAI de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias...” (II Co 1:3 e Ef 1:3). Como pode Ele ser o D’us de si mesmo? Encerra-se dizendo: “Depois virá o fim, quando houver entregado [YESHUA] o Reino a D-us, ao Pai, e quando houver aniquilado todo o império e toda a potestade e força. Porque convém que [YESHUA] reine até que haja posto a todos os inimigos debaixo de seus pés. Porque todas as coisas (o Messias) sujeitou debaixo de seus pés. Mas, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, claro está que se excetua Aquele [O PAI] que sujeitou todas as coisas. E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas [A YESHUA], então também o mesmo Filho se sujeitará Àquele [AO PAI – ADONAI] que todas as coisas lhe sujeitou, para que D-us seja tudo em todos” (I Co.15:24). Este texto significa que D’us (O PAI) deu autoridade máxima a Yeshua nestes tempos, para destruir principados, aniquilar impérios, para subjugar o inimigo e conquistar o Reino, finalmente, quando o Messias cumprir sua missão, Ele devolverá o Reino pronto para PAI, para que ELE (D’US – ADONAI) seja tudo em todos. 1 - “Rô” (aspiração áspera + ómicron) ocorre quando o substantivo está no nominativo, quando se está no acusantivo é o artigo “ton”(tau + ómicron + ní). Nos substantivos femininos são outras ocorrências. 2 - As versões Almeida em Português adotaram a tradução “D-us Unigênito”, tradução esta rejeitada por várias versões clássicas e modernas, como a King James, a NVI e outras. Pois em alguns manuscritos antigos ocorre como “Filho Unigênito” e João raramente usa a expressão em grego para unigênito (monoguêne gr.) ligado a “D-us”, o sempre faz ligado a “Filho”. Como os manuscritos antigos do N.T. abreviavam nomes sagrados como “D-us”, “Filho”, “Israel”, (isto é chamado entre os estudiosos de nomina sacra), a similaridade das duas letras minúsculas Teta e Sigma que juntas eram uma abreviação para a palavra “D-us” e as letras Ypsilon e Sigma, que juntas eram uma abreviação para a palavra “FILHO”, poderiam ser facilmente confundidas por um tradutor. Daí a ocorrência em alguns manuscritos traduzirem o versículo como “Filho” e outras como “D-us”. Como João nunca usa a expressão “Unigênito” associada a D’us, mas várias vezes associada a Filho, as boas traduções não usam mais esta versão: “O D-us unigênito o revelou” e sim “O Filho unigênito o revelou...”.
avatar
alicarvalho

Número de Mensagens : 4
Data de inscrição : 04/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por Vitor António em Ter Fev 05, 2013 2:01 pm

Jesus Cristo não é o Pai ou o único Deus como muitos dizem,Jesus dizia que Ele e o Pai eram um,assim como dizia que os que criam Nele eram um Nele,assim como Ele era um no Pai,ou seja Jesus está falando da unidade da Fé(verdade) e do espirito que existe entre Deus e seus Filhos,sendo Jesus Cristo o primogênito entre muitos irmãos!!

E em Cristo não há Judeu nem Gentio,mas todos são iguais em Cristo Jesus!!

Aqueles que dizem que Jesus é o Pai,estão como os católicos que dizem que Maria é a mãe de Deus,sem entendimento algum das escrituras!!
avatar
Vitor António

Número de Mensagens : 26
Idade : 54
Localização : portugal
Humor : sempre bom
Data de inscrição : 01/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por alicarvalho em Seg Fev 18, 2013 4:12 pm

Vitor António escreveu:Jesus Cristo não é o Pai ou o único Deus como muitos dizem,Jesus dizia que Ele e o Pai eram um,assim como dizia que os que criam Nele eram um Nele,assim como Ele era um no Pai,ou seja Jesus está falando da unidade da Fé(verdade) e do espirito que existe entre Deus e seus Filhos,sendo Jesus Cristo o primogênito entre muitos irmãos!!

E em Cristo não há Judeu nem Gentio,mas todos são iguais em Cristo Jesus!!

Aqueles que dizem que Jesus é o Pai,estão como os católicos que dizem que Maria é a mãe de Deus,sem entendimento algum das escrituras!!

Para a Salvação não há distinção , mas como nação há distinção sim !
avatar
alicarvalho

Número de Mensagens : 4
Data de inscrição : 04/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por Vitor António em Sex Mar 22, 2013 3:47 pm

alicarvalho escreveu:
Vitor António escreveu:Jesus Cristo não é o Pai ou o único Deus como muitos dizem,Jesus dizia que Ele e o Pai eram um,assim como dizia que os que criam Nele eram um Nele,assim como Ele era um no Pai,ou seja Jesus está falando da unidade da Fé(verdade) e do espirito que existe entre Deus e seus Filhos,sendo Jesus Cristo o primogênito entre muitos irmãos!!

E em Cristo não há Judeu nem Gentio,mas todos são iguais em Cristo Jesus!!

Aqueles que dizem que Jesus é o Pai,estão como os católicos que dizem que Maria é a mãe de Deus,sem entendimento algum das escrituras!!

Para a Salvação não há distinção , mas como nação há distinção sim !


Mas o facto de ser judeu de nacionalidade, não traz vantagem nenhuma sobre qualquer outro crente em Cristo!!
avatar
Vitor António

Número de Mensagens : 26
Idade : 54
Localização : portugal
Humor : sempre bom
Data de inscrição : 01/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por azzi em Sab Abr 12, 2014 12:47 pm

Shalom chaverim!

Vcs podem até chegar a entender e depois optar por não aceitar meus conceitos, eu repeito oK!

Por exemplo, veja esta formula matemática do pão:

Farinha x agua x azeite x sal = pão = 1x1x1x1=1
(que é diferente disto: 1+1+1+1 = 4)

Ou seja, vc precisa de 4 elementos singulares específicos para formar 1 único elemento composto chamado pão, caso ao contrario, o pão não vem a existencia


Toda farinha que existe no mundo é pão? Claro que não! mas a farinha que compoem o pão é pão!

Toda azeite que existe no mundo é pão? Claro que não! mas a azeite que compoem o pão é pão!

Toda agua que existe no mundo é pão? Claro que não! mas a agua que compoem o pão é pão!
Toda sal que existe no mundo é pão? Claro que não! mas a sal que compoem o pão é pão!

Agora,como D’us nos fez semelhantes a Ele, é coerente analisarmos D’us de uma forma semelhante a nos, por exemplo:

AZZI  X  palavra do AZZI  X  espirito do AZZI  =  ser humano AZZI  =  1x1x1=1.
(que é diferente disto: 1+1+1 = 3)

Ou seja, vc precisa de 3 elementos singulares específicos para formar 1 único elemento composto chamado LAERCIO AZZI


Todo AZZI que existe no mundo é eu? Claro que não! mas o AZZI que me compõem como sendo o ser humano LAERCIO AZZI, é AZZI!

Toda palavra de AZZI que existe no mundo é eu? Claro que não! Mas a palavra do AZZI que me compõem como sendo o ser humano LAERCIO AZZI, é AZZI!

Toda espirito de AZZI que existe no mundo é eu? Claro que não! mas o espirito de AZZI  que me compõem como sendo o ser humano LAERCIO AZZI, é AZZI!

Como a minha palavra “AZZI” e o meu espírito “AZZI” na palavra “AZZI” procedem de mim, então eu digo que eu sou o pai da minha palavra, pois, pai significa “origem”

Com D'us é a mesma coisa!!!!!!!

Pai YHWH  X  Palavra de YHWH  X  Espirito de YHWH  =  Ehohim YHWH (D'us)  =  1x1x1=1.
(que é diferente disto: 1+1+1 = 3)

Ou seja, são 3 elementos singulares (Pai, Palavra, Espirito) para formar 1 único elemento composto chamado Elohim YHWH

Toda pai que existe no mundo é YHWH? Claro que não! mas o pai que compoem YHWH é YHWH!

Toda verbo que existe no mundo é YHWH? Claro que não! mas o verbo que compoem YHWH é YHWH!

Toda espirito que existe no mundo é YHWH? Claro que não! mas o espirito que compoem YHWH é YHWH!


Este conceito esta compativel com Dt 6:4, que diz:

Shema Ysrael, Adonai elohenu, Adonai echad.
Ouve Ysrael, Adonai nosso D'us, Adonai é UM


Concorda?

azzi

Número de Mensagens : 41
Data de inscrição : 15/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por azzi em Qua Abr 16, 2014 1:55 pm

Shalom chaverim!

A palavra “ÚNICO(A) ou UM(A)”, em algumas passagens bíblicas corresponde a palavra hebraica “ECHAD” (lê-se errad) que se refere a um conjunto de elementos que formam uma unidade composta (plural), por exemplo, em português, pode-se dizer: "estas quatro cadeiras e a mesa formam UMA (echad) mobília de jantar.

Enquanto que, para se referir a uma unidade simples (singular ou absoluta), utiliza-se uma outra palavra hebraica “YACHID” (lê-se yarrid) que também significa “único(a) ou um(a)”, porem, no singular, por exemplo, em português, pode-se dizer: "há UM (yarrid) centavo em minha mão."

Agora veja nestes versículos bíblico a aplicação da palavra “ECHAD e YACHID” no contexto hebraico:

Na escritura hebraica este versículo abaixo se trata de unidade composta (plural):

(Deuteronômio 6: 4) - "Ouve, ó Israel, o Senhor nosso D’us é o ÚNICO (echad) Senhor"

Na escritura hebraica este versículo abaixo se trata de unidade simples (singular):

(Gênesis 22: 2) – Prosseguiu D’us: Toma agora teu filho, o teu ÚNICO (YACHID) filho Isaque, a quem amas...

Mas porque foi usado “ECHAD” neste versículo abaixo, ao invés de “YACHID” como foi usado em Gênesis 22: 2, por exemplo:

(Deuteronômio 17:6) "Pela boca de duas testemunhas, ou três testemunhas, aquele que merece a morte deve ser posto à morte; mas pela boca de UMA (ECHAD) testemunha, ele não deve ser posto à morte."

Em, Deuteronômio 17:6, esta "testemunha" está se referindo a qualquer ser humano, portanto, se Deus é UM (ECHAD) e qualquer ser humano é a imagem e semelhança dEle, então, obrigatóriamente qualquer ser humano é UM (ECHAD) também, tal como D'us é, caso ao contrario, o ser humano deixa de ser semelhante a Deus.

Veja outro versiculo onde é usado ECHAD para citar UM ser humano qualquer:

(Eclesiastes 4:8.) - Há UM (ECHAD) homem que é só, e não tem ninguém, nem tampouco filho nem irmão; e contudo não cessa do seu trabalho, e também seus olhos não se satisfazem com riqueza; nem diz: Para quem trabalho eu, privando a minha alma do bem? Também isto é vaidade e enfadonha ocupação.

Quanto a este versículo de  Gênesis 22: 2.

(Gn 22: 2) - “Prosseguiu D’us: Toma agora teu filho, o teu ÚNICO (YACHID) filho Isaque, a quem amas...”).

Ao contrario de Deuteronômio 17:6, este versículo de Gênesis 22: 2, não esta se referindo a qualquer ser humano, mas a um ÚNICO (YACHID) ser humano a quem Abraão chama de filho.

Veja outros exemplos semelhantes abaixo:

(Jeremias 6: 26) – Ó filha do meu povo, cinge-te de saco, e revolve-te na cinza; pranteia como por um filho ÚNICO (YACHID), em pranto de grande amargura...(unidade simples).

(Amós 8: 10) - ...,e calva sobre toda cabeça; e farei que isso seja como o luto por um filho ÚNICO (YACHID), e seu fim como dia de amarguras...(unidade simples).

(Provérbios 4: 3) – Quando eu era filho aos pés de meu pai, tenro e ÚNICO (YACHID) em estima diante de minha mãe...(unidade simples).


Deus é isto:

Pai YHWH X Palavra de YHWH X Espirito de YHWH = Ehohim YHWH = 1x1x1=1 = ECHAD.

E eu de uma forma semelhante sou isto:

AZZI X palavra do AZZI X espirito do AZZI = ser humano AZZI = 1x1x1=1 = ECHAD.


Shalom!!!

azzi

Número de Mensagens : 41
Data de inscrição : 15/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A doutrina da Trindade

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum